sábado, 1 de outubro de 2011



O presidente do Corinthians Andrés Sanchez admitiu que o Itaquerão, futuro estádio do clube que deve ficar pronto em 2014 e receberá o jogo de abertura daCopa do Mundo do Brasil, custará mais de R$ 1 bilhão. Em entrevista à revista Época deste fim de semana, ele também disse que a revelação do valor causará uma saia justa para o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, torcedor declarado da equipe alvinegra. Fonte: Estadão

Mais de um bilhão de reais aplicados na construção de estádio de futebol de um clube particular, com dinheiro público, para a Copa do Mundo de 2014.

Enquanto isto não há recursos para a saúde pública, não há recursos para melhorar a qualidade da educação pública.

É um contrassenso.  É como seu um pai deixasse de levar o seu filho ao médico porque não tem dinheiro, mas gasta o que tem para comprar um ingresso para um jogo da Copa do Mundo.

O que este governo faz com o povo brasileiro é um verdadeiro crime.

Não podemos assistir calados a este descalabro do governo do PT. 
Do blog: Nem continuar mantando uma quadrilha na direção do país.

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

NUNCA UMA IMAGEM FOI MAIS EXPRESSIVA!

É A CARA DO PT.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

É TANTO LADRÃO NA POLITICA QUE...

DAS 594 vassouras (um por rato) fincadas na frente do congresso pelo Movimento Contra Corrupção, JÁ ROUBARAM 50.
Nem as vassouras escapam, é como digo, esqueçam as vassouras pensem numa coisa menor, mais rápida, muito mais rápida e quente, assim talvez se consiga limpar o pais desta corja. 




(Roubado do puteiro nacional, o Blog, não do congresso)

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

BETINHO GOMES UM GUERREIRO PRONTO PARA A BATALHA - Do Blog do Deputado


 O deputado Betinho Gomes mostrou firmeza no disparo de bacamarte durante 1º Encontro dos Bacamarteiros de Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho e Moreno. O evento, realizado no domingo, 25, no Engenho São Salvador, exato local dos limites territoriais dos três municípios, foi um “renascer da brincadeira do bacamarte do Cabo”.  Populares presentes ao evento, ao verem o deputado segurando firme e dando o “tiro certeiro”, com direito ao giro de 360 graus, chegaram a sugerir que o parlamentar “está pronto para a guerra”, referindo-se à disputa eleitoral onde o seu partido, o PSDB, o aponta como um “grande e forte nome” para concorrer à prefeitura do Cabo, em 2012.
Fonte: Assessoria do Deputado Betinho Gomes
Enviei um comentário que não foi publicado.
 Graças a Deus o nosso deputado tem firmeza no disparo do bacamarte, espero que tenha a mesma firmeza para contestar uma lei injusta e vergonhosa aprovada na gestão do senhor Elias Gomes , sancionada pelo seu vice prefeito Antonio Medeiros que estabelece:
A cobrança da taxa (Ops! taxa não! O supremo proibiu a cobrança de novas taxas) contribuição para iluminação pública (lei:1.248-2003) tomando por base os níveis de consumo de cada cidadão (residência/ponto comercial/industria/terrenos e aéreas), tudo esta bem explicado abaixo, só espero que o nosso deputado atirador tenha tanta firmeza em defender o povo a quem ele vai pedir votos para poder passar mais quatro anos (e agora será com a tabica na mão) usufruindo das benesses do cargo que se é bom não sei, mais  ninguém quer largar o osso, até mesmo chegando pertinho da morte.       
Para não ser parcial, a lei editada em 2003 continua fazendo rombo no bolso do povo cabense e ninguém toma providencia
VAMOS DEIXAR QUE O POVO  JULGUE  E TOME AS DEVIDAS PROVIDÊNCIAS  VISTO QUE, SE FORMOS ESPERAR POR AÇÕES DOS NOSSAS REPRESENTANTES, ESTAMOS LASCADOS, OU COMO DIRIA O NOSSO DOUTOR , NÓS SIFÚ! 

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

É CRIME CONTRA A ECONOMIA POPULAR

É CRIME CONTRA A ECONOMIA POPULAR, RESTA SABER QUEM É, FOI E ESTA SENDO RESPONSÁVEL
(CONTRIBUIÇÃO ILUMINAÇÃO PÚBLICA)
Questionada a CELPE respondeu: Quem define o valor da CIP (Contribuição para Iluminação Pública) é a prefeitura.
Qual secretaria é responsável por determinar os valores? A fazenda.
Solicitei então informações, obtive como resposta que a Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública (Título que as prefeituras encontraram para cobrar mais um serviço prestado aos cidadãos que já pagam a maior carga tributária do mundo, tendo em vista que o Supremo proibiu a cobrança com nome de TAXA. Muda o nome e cobram, jeitinho brasileiro!), é cobrada obedecendo a lei 2.148 de 2003 anexo I – AB, assinada por Antonio Medeiros, vice prefeito de Elias Gomes.
Atendido por telefone pelo Senhor Luzivan – Auditor Fiscal municipal, muito bem atendido, diga-se de passagem, expus minhas dúvidas, Luzivan solicitou que o procurasse na “fazenda” de posse das contas que haviam me chamado atenção para que pudesse analisar, assim foi feito.
Estive com ele, antes esclareceu que os valores constantes na lei no site da prefeitura teriam que ser corrigidos, pois, na redação da lei ficava estabelecido que os valores aprovados na época devessem ser corrigidos anualmente com base no IPCA e que não se poderia tomá-los por base para qualquer analise então surgiu outra dúvida; se os valores são fixos baseados em níveis de consumo por Kw., porque existiam valores diferentes dentro do mesmo ano, para níveis de consumo iguais.
UMA DAS LEIS DOS DIAS MELHORES, os pequenos consumidores, que têm pequenos comércios e moradores de menor poder aquisitivo termina pagando proporcionalmente muito mais que as grandes empresas..  

OS VALORES APROVADOS NA ÉPOCA JÁ ERAM ABUSIVOS
NUMA CONTA DE R$ 243,91 - O CONSUMIDOR PAGA MAIS DE 10% PARA ILUMINAÇÃO PÚBLICA

NUMA CONTA DE R$317,03 O CONSUMIDOR PAGA 17% 


NESTA CONTA DE R$584,40 PARA UM CONSUMO DE 1.087 KW  O CONSUMIDOR PAGOU R$ 101,61- 17.4%
Reparem nas contas dentro do mesmo ano os valores são diferentes mesmo estando na mesma faixa de consumo e como o consumidor que usa acima de 1.000 kwhm é beneficiado enquanto o mediano paga proporcionalmente muito mais.

  ESTA: 705,13 - CONSUMO: 1.249 KW - CIP: R$107,61- 15.3%


NESTA CONTA DE R$4.127,29, PARA UM CONSUMO DE  8.298,00 KW - O CONSUMIDOR PAGOU R$ 107,61 - 2,6%

/









                  

                                                                                                                          



NOTEM AS TRÊS ESTÃO NA FAIXA DE CONSUMO ACIMA DE 1.000 KWHM, PORTANTO, PREÇO DEVERIA SER O MESMO, MAIS QUAL? R$101, 61 OU R$107,61?

 O senhor Luzivan ficou com as cópias das contas que mostravam as disparidades para analise e pediu um prazo para que fizesse a correção monetária autorizada pela lei para saber quanto um consumidor DE DETERMINADO nível deveria pagar durante todo o ano de 2011, visto que os aumentos automáticos (correções) só são autorizados anualmente.
Cobrando resposta fui informado que o problema foi passado para o Secretário Paulo Guedes, enviei email, aguardo.    
Exemplos:
Consumidor comercial que consome entre 500 e 1.000 kw deveriam pagar em 2003, R$ 37,62, (façam-se as correções para ver quanto deveria ser cobrado hoje pela CIP) deve ficar próximo dos R$47,00 e este valor é fixo desde que o consumidor mantenha-se dentro dos limites impostos pela lei, mais não é o que esta acontecendo, existem variações na cobrança dentro de cada nível de consumo.
A lei em si já é agressiva e injusta.
Analisando as diversas etapas de consumo, quiçá inconstitucional por sua injusta variação.
Tomando-se por base os valores da época da aprovação da lei 2.148 –anexo I- AB, 2003.
Percebam: Se me enquadro entre os consumidores comerciais de 500 a 1.000 kw, deveria pagar R$ R$37,62 enquanto que os grandes consumidores, independente do total de kW consumido acima de 1.000, pagariam apenas R$ 75,23, ora, existem consumidores que atingem 10.000 kwhm, porque não aliviar a carga dos pequenos consumidores estabelecendo níveis mais altos de consumo, seguindo a mesma linha da “bendita lei”.
De 1.000 a 2.000 e assim sucessivamente – seguindo o mesmo percentual de aumento entre os níveis de consumo, isto possibilitaria a redução da “contribuição” dos consumidores medianos que têm pequenos comércios/ indústrias etc.
Esta lei e esta forma de cobrança devem ser revistas com urgência, a própria secretaria da fazenda que é responsável pela aplicação da lei deveria estar atenta a cobrança feita pela (exploradora) operadora evitando prejuízos aos munícipes. E o povo que passe a olhar melhor estas contribuições.
Os vereadores deveriam estar atentos a tudo que é cobrado como: Taxas, contribuições etc. já que são pagos para isso.
Aos candidatos, a futuros vereadores, prefeitos, mais empenho e atenção aos problemas da cidade, sendo esta lei injusta, descabida visto que quem gasta acima de 1.000 kwhm paga R$ 101,61 ou 107,61, independente de quanto gaste, pode ser 1.001 ou 10.000 kwhm, não dá para ter certeza de quanto é, mesmo que de acordo com o auditor este preço deveria ser fixo durante um ano.
Não são valores altos mais no universo de contas pagas R$0,01 resulta em bastante dinheiro.
Como provam os emails, aqui postados, a fazenda foi instada a explicar e promover as devidas correções, exigindo que para cada nível o valor cobrado fosse fixo durante um ano inteiro, como até o presente momento não recebi nenhuma resposta concreta, estou provocando o envolvimento de todos para que este descalabro seja corrigido, solicitando inclusive ao prefeito Lula Cabral que faça uma verificação sobre esta lei implantada na época de Elias com aval dos vereadores mais que deveria ser alvo de atenção não apenas dos vereadores mais até mesmo do ministério público.     
Que todos cataloguem suas contas de energia, por ano, quantidade de kW consumido no mês, verifique se os valores estão idênticos, ou seja: mês de maio e setembro de 2010 – consumo: 501  até 1.000 kw, o valor a ser cobrado deve ficar entre R$50,00 e 53,00, caso o valor seja outro a cobrança esta errada, pois os valores devem ser idênticos, resta ainda fazer corretamente a atualização monetária do valor, como não sou expert em matemática financeira e/ ou tributos, peço que um profissional faça para nós esta correção.           
SENHORES VEREADORES, FAÇAM JUS AOS NABABESCOS SALÁRIOS QUE GANHAM QUESTIONEM
CANDIDATOS E APROVEITADORES, O PRATO ESTA NA MESA.
SENHOR PREFEITO, AJUDE SEU POVO OS PEQUENOS ESTÃO PAGANDO PELOS GRANDES, ESTA LEI JÁ NASCEU  INJUSTA E ABUSIVA, PRESENTE DOS DIAS MELHORES. 

NESSE CASO A FAZENDA MUNICIPAL DEVERIA QUESTIONAR A CELPE DO PORQUE DA DIFERENÇA DE VALORES DENTRO DO MESMO NÍVEL DE CONSUMO.
OS VEREADORES E O POVO DEVE EXIGIR QUE ESTA LEI SEJA REVISTA E OS QUE SE JULGAREM PREJUDICADOS EXIGIREM A DEVOLUÇÃO DOS VALORES COBRADOS INDEVIDAMENTE.  

PERNAMBUCO IMORTAL, IMORTAL - TEM QUE SER OU NÃO AGUENTA


Colocam a Raposa tomando conta do galinheiro

Do blog: Brasil livre e democrata

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e a mãe dele, a deputada federal Ana Arraes (PSB-PE), já pagaram cerca de R$ 300 mil em verbas públicas a uma locadora de automóveis de uma filiada ao PSB. Fonte:Folha.com

Vejam só, colocam no Tribunal de Contas da União uma pessoa que além de declarar que obras irregulares devem continuar, pratica atos contrários aos princípios éticos e morais que devem nortear as ações que qualquer pessoa honesta.

Além do mais, nomea-se para o Tribunal de Contas da União a mãe de um governador, sem observar que há conflito de interesses neste ato. Em outras palavras, a mãe vai ter a possibilidade de julgar os malfeitos do próprio filho.

É como se colocassem a mãe de Fernandinho Beiramar como juiza para julgar os atos do filho.

O Brasil virou um assunto de família. É um toma lá dá cá. É um dando que se recebe sem fim.

A família Sarney é dona do Maranhão e dona de alguns ministérios, como do Turismo por exemplo, onde nomeia seus aliados a seu bel prazer.

O advogado amigo de Luiz Inácio Lula da Silva que fez três consursos para juiz federal e nunca foi aprovado em nenhum deles é nomeado Ministro do Supremo Tribunal Federal, mesmo sendo processado por malfeitos.

Agora a mãe do governador de Pernambuco, aliado do governo, é nomeada para o Tribunal de Contas da União.

Estão sempre colocando a raposa para tomar conta do galinheiro.
LaGuardia


Postado por SARAIVA  

A ética de Raul Jungmann.

14/01/2007
O que estão fazendo o deputado RAUL JUNGMANN, o jornalista Ricardo NOBLAT
e o empresário ROBERTO MEDINA na mesma notícia de escândalo?

BOMBA
Caiu como uma bomba a notícia de que o Deputado Federal e ex-ministro do Desenvolvimento Agrário, RAUL JUNGMANN (PPS-PE) fora alvo de uma ação de improbidade administrativa, por parte da procuradoria Federal.Jungmann se notabilizou, como parlamentar, pela agressiva e contundente defesa da ética e da moralidade pública. Favorável a cassação do Deputado José Dirceu e de todos os Deputados que foram julgados culpados pelo conselho de ética da Câmara, assim nos últimos anos, enquanto amealhava prestígio nacional, agregava poderosos inimigos.
A acusação do Ministério Público Federal põe Jungmann, quando Ministro, entre 1998 a 2000, encabeçando um esquema de desvio de R$ 33 milhões de recursos públicos para o pagamento de contratos de publicidade do Incra.
Acompanharia o deputado no delito mais oito pessoas, entre elas, o publicitário Roberto Medina,proprietário da empresa Artplan e organizador de todas as edições do Rock in Rio, e REBECA SCATRUT, (foto ao lado), a esposa de NOBLAT, grife do maior blog político do país, atualmente baseado na Globo.com.
Os procuradores da República José Alfredo de Paula Silva e Raquel Branquinho afirmam na ação que "as provas colhidas revelam de modo claro a existência de uma verdadeira estrutura ilícita, nos moldes de uma quadrilha, destinada a dilapidar o patrimônio do Incra por meio de sucessivos desvios nos contratos de publicidade”.
JUNGMANN disse-se surpreendido, pois figurava na investigação como testemunha de uma das acusadas, nunca foi ouvido como investigado, e afirma que as acusações contra ele são falsas, e está estudando o processo para dar uma entrevista coletiva amahã, segunda-feira (15/01).
~o ~
26/09/2011
Investigação contra ex-deputado Raul Jungmann volta para a 1ª instância
O STF (Supremo Tribunal Federal) enviou o inquérito contra o ex-deputado federal Raul Jungmann (PPS-PE) e ex-ministro do Desenvolvimento Agrário para a 1ª instância. Ele é investigado por supostas fraudes à lei de licitações na época em que ocupava o cargo de ministro. Com a decisão do ministro Luiz Fux, o processo irá para a 12ª Vara Federal do Distrito Federal.
De acordo com os autos, o inquérito apura fatos que configurariam crimes de fraudes a licitações, peculato e corrupção ativa e passiva, em contratos de publicidade celebrados em 1998 e 2001 entre o Incra e duas empresas de comunicação. Tais contratos seriam de responsabilidade do ministro do Desenvolvimento Agrário, cargo ocupado por Jungmann à época dos fatos.
O caso chegou ao STF depois que Jungmann foi eleito deputado federal em 2006. Mas, com o fim do mandato em 2010, o Ministério Público Federal manifestou-se pela cessação da competência do Supremo para julgar o caso, pedido que foi acolhido pelo ministro Fux.
O ex-parlamentar ainda chegou a pedir o arquivamento dos autos, uma vez que não teriam sido colhidos elementos suficientes para instaurar ação penal. Esse pedido, contudo, explicou o ministro, não pode ser apreciado pelo STF, uma vez que a Corte “não detém mais jurisdição para este feito”.
Número do processo: Inquérito 2.531

No Última Instância

             Veja: http://www.youtube.com/watch?v=cGF23lLni2A&feature=player_embedded
Será que não aparece um homem/mulher que livre o país dessa corja?
Do autor do blog

terça-feira, 27 de setembro de 2011

PODE PARECER MENTIRA OU PARTIDARISMO

Pode parecer, até porque nunca escondi que sou contra tudo que venha do PT, pois, para mim nenhuma ação deste coito esta direcionada a benefícios ao país.
Só o PT esta lucrando verdadeiramente com toda esta patifaria.
O povo pensa que esta se dando bem devido "as bolsas" e a propaganda absurdamente cara.
Mais felizmente, para nós brasileiros, mentira tem pernas curtas.
Pena que nosso povo além de; omisso é crédulo.

Imagem tomada emprestada
O PT VAI CONSEGUIR TRAZER A INFLAÇÃO DE VOLTA, OBRIGADO LULA"
ASSIM DEVEM AGRADECER AO PAI DOS POBRES OS POBRES BRASILEIROS