domingo, 18 de março de 2018

Nas prefeituras existem secretarias direcionadas ao uso e ocupação do solo mais ela só vem erros quando lhes interessa ou que o cidadão seja inimigo do prefeito, do secretino ou de um politico filho da puta qualquer.

A PMCSA vai começar calçar Rua da Mocidade e reabertura do canal. Pleito antigo. O problema e que sempre surge uma pratica da qual quem mais se dá mal é o povo. As pessoas começam construir nas margens de canais, encostas etc., todo mundo sabe que isso não é permitido ai vem o fiscal e proíbe. O cidadão vai ao seu candidato a prefeito, vereador, ou seja, lá que merda for e este fala com o chefe da fiscalização ou com o prefeito e como geralmente é em época de eleição eles dão um jeitinho e o cara constrói. Ano após ano as construções irregulares vão sendo erguida e o povo investindo. Quando suas casas estão erguidas ai é hora de dizer que a construção é irregular, que o terreno é público, então o mesmo prefeito a mesma fiscalização que fechou os olhos agora exige a retirada. E o povo besta que acredita em palavra de politico se lasca. Os moradores estão dizendo que a prefeitura vai retirar as construções para fazer a rua e reabrir o canal e que dará casa a todos, enquanto as casas prometidas não ficam prontas a prefeitura pagará auxilio moradia, mais um ralo.

Quero deixar claro que não estou defendendo as pessoas que fazendo uso do jeitinho brasileiro constroem em terras que não lhes pertence, sem respeitar as leis de uso e ocupação do solo. Mais são casos tão gritantes de desrespeito a estas leis, de ambas as partes que chega ser vergonhoso. Eu vi uma lei aprovada em Jaboatão, pena que quem teme me mostrou faleceu. Esta lei diz claramente que nenhuma construção será aprovada das margens da Lagoa até as margens do Rio Jaboatão e que o lado esquerdo de quem vem de Barrara de Jangada para Pontezinha vai ser usado na duplicação da Estrada de Curcurana (que se a politicalha safada não tivesse embolsado o dinheiro já teria sido feita (embolsado porque segundo palavras dessa raça podre na audiência pública no intermunicipal de Prazeres para apresentação do EIA/RIMA, já estava em caixa)), só que em caixa para estes ratos significa no bolso. E muita gente constrói e as prefeituras não impedem, deixam porque um vereador pediu um deputado, ou um fiscal é um come toco fez que não viu. Quando vier a duplicação, que ela virá amanhã ou depois quando à frente do governo tiver um homem de vergonha (difícil mais um dia aparece) ai quem construiu vai margar o prejuízo.

As leis existem e devem ser respeitadas mais será que nestes locais nunca passou um fiscal para ver que estão construindo em área irregular ou todos estão carecendo óculos?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.