quinta-feira, 30 de novembro de 2017

O NOVO TEMPO, dos médicos sem especialidade em Pediatria ...Ôooooo Lul...



Oh Adriano! Nesse caso também não
se torna cúmplice o próprio CREMEPE que deveria ter como obrigação fiscalizar
se os hospitais têm em seus quadros médicos de acordo com suas próprias
resoluções ou o CREMEPE só aparece quando ocorre um fato lastimável desses (com
perda de vida) para saber, investigar, se os médicos envolvidos estariam de
acordo com o exigido ou as normas médicas do CREMEPE estão apenas no papel para
encher linguiça e dar ares de ativo defensor dos direitos apenas dos médicos.
Vamos ver quantos médicos foram impedidos de exercer a função por erro em
Pernambuco ou este será mais um caso que provavelmente findará coma prisão de
um enfermeiro (a) que administrou o remédio errado? Quem sabe dessa vez seja a
auxiliar de limpeza?     

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.