sábado, 25 de janeiro de 2014

COCA, LIMONADA? NÃO! CRIME AMBIENTAL


O país que vai fazer “A Cupa” segundo a chefa é também o que mais defende o meio ambiente, com empresas reguladoras e fiscalizadoras altamente  qualificadas e capacitadas para descobrir e punir  qualquer um que agrida a natureza, desde que seja pobre ou que não tenha costas quentes (entenda-se. Ter um vigarista com cargo público como amigo ou padrinho quem sabe um Virador ou dePUTAdo), se não tiver tá lascado, no mínimo cadeia, isso se o crime for retirar uma vara de mangue, afinal é APP e tem que ser preservada a todo custo. Se o agressor, criminoso for rico ou tiver amigos, ai a coisa muda e geralmente fica o dito pelo não dito, se houver provas desaparecem e muito mais difícil é localizar como, em que local, o crime esta sendo praticado mais ainda em que escala. Qual a quantidade de veneno ou lixo os poderosos estão despejando nos rios, matando peixes, mariscos etc.

Estou dando dois exemplos: Coca e limonada, quem quer beber uma delas bem geladinha?

A garrafa com líquido preto, não é coca a verde não é limonada, é água.

O líquido preto foi retirado do Rio Jaboatão (Pontezinha) a verde do canal de vazão da Lagoa das Graças, conhecida como "a vala".

O Rio Jaboatão dispensa apresentação, dele pescadores retiravam tilápias, moreias, mariscos de várias espécies, quando cheguei a Pontezinha há 28 anos mulheres passavam vendendo bacias de taioba, marisquinho. Caranguejo, siri, tilápias, hoje nem se vê mais.

Sabemos que todos nossos rios estão morrendo poluídos, o Jaboatão, nesse trecho é um verdadeiro berçário e fonte de renda para muitas famílias e esta sendo assassinado pela falta de consciência dos homens e descaso das autoridades. Se uma fabrica despeja seus resíduos nos rios tem que ser penalizada, uma multa pesada milhões não é solução, a solução é exigir a correção ou corrige ou fecha. Eis o problema, onde vamos encontrar homens para isso, se até multas podem ser retiradas com um telefonema.

Procurado por pessoas prejudicadas estou fazendo esta matéria esperando uma posição das autoridades, estas pessoas poderão levar os técnicos e fiscais as fontes de poluição, posso promover uma reunião entre a área social (setor responsáveis em domar os pobres com palavras bonitas) das empresas fiscalizadoras, isto seria no mínimo esperado mesmo que a conversa acabará como sempre: Já estamos tomando providências. Mesmo assim vamos ver se CPRH – IBAMA pelo menos entram em contato, adianto, não tenho cargo público não sou candidato a cargo eletivo.

Mas podemos, caso nosso questionamento nãos seja atendido, (atenção das autoridades) promover uma visita ao CPRH e depois IBAMA levando a tira colo as pessoas prejudicadas pela falta de compromisso delas com a natureza e principalmente com o homem.

Caso algum “doto” ou a outra classe ache que estamos sendo agressivos entre em contato, assim os DOTÔ, poderão explicar aos pescadores e as mulheres marisquerias porque suas famílias estão passando fome. SIMPLES ASSIM!      
Vem muito mais por ai, peixes mortos, mariscos "só as cascas" etc.
Peço aos amigos que repassem enviem para as autoridades (se isso é possível) formadores de opinião, locutores, radialistas, blogueiros enfim todo mundo que possa fazer que este crime não fique impune.         

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.