sexta-feira, 24 de agosto de 2012

O POVO CABENSE TEM OPORTUNIDADE DE ELEGER POLITICOS FICHA LIMPA, VOTANDO NOS NOVOS


NÃO EXISTE OPÇÃO MELHOR QUE COLOCAR NO PODER GENTE NOVA, NÃO APENAS NA IDADE, NO MUNDO DA POLÍTICA EXECUTIVA E LEGISLATIVA, O QUE NOS FALTA
É APENAS APRENDER A EXERCER NOSSOS DIREITOS DE FORMA PLENA, DE FAZER VALER NOSSO PODER.

DESDE FINAL DE 2010 EU TENTEI JUNTO A ALGUNS VEREADORES IMPLANTAR A FICHA LIMPA MUNICIPAL, NENHUM DELES TEVE CORAGEM DE APRESENTAR O PROJETO NA CÂMARA (E NÃO É COISA DO OUTRO MUNDO ALGUNS MUNICÍPIOS CUJAS CÂMARAS SÃO MENOS SUBMISSAS E SUJAS) JÁ A TEM.

A LEI PROIBE: FICHAS SUJAS ATÉ NAS SECRETÁRIAS, ASSESSORIAS ETC., POR ISSO NINGUÉM QUIS APRESENTAR A LEI AOS PARICEIROS, NINGUÉM GOSTA DE DAR TIRO NO PRÓPRIO PÉ.

PORÉM, SE ASSIM DESEJARMOS, SE POR ACASO UM DELES TRAIR NOSSA CONFIANÇA PODEMOS TIRÁ-LO DE LÁ BASTA PARA TANTO 1% DOS ELEITORES DO MUNICÍPIO ASSIM DESEJAREM, É CONSTITUCIONAL E VOLTAMOS A MANDÁ-LOS PARA OS QUINTOS DOS INFERNOS.    
O MAIS IMPORTANTE É SABERMOS QUE SOMOS OS PATRÕES, VEREADORES E PREFEITO. GOVERNADORES ETC. SÃO NOSSOS REPRESENTANTES E COMO NOS PAGAMOS OS SALÁRIOS (MUITO BONS POR SINAL), SÃO NOSSOS EMPREGADOS, NO BRASIL ESTA CATEGORIA NÃO PODE SER CHAMADA DE  REPRESENTANTES DO POVO POIS GANHAM PARA ISSO.
E EMPREGADO RUIM O PATRÃO MANDA EMBORA.
HOJE 24/08/2012 - 23:50 - OS CORRUPTOS JÁ NOS ROUBARAM R$55.956.578.501,20, AMANHÃ VOU ATUALIZAR O VALOR AI VOCÊ VÃO VER PORQUE  NÃO TEMOS MÉDIOS, BOAS ESTRADAS, SEGURANÇA, EDUCAÇÃO, ESPORTE E LAZER DE QUALIDADE, PORÉM A MAIORIA DOS FDP TEM.
ACHAM MESMO QUE VALE A PENA OS R$500,00/ 1,000,00 OU 2.000,00 QUE VÃO GANHAR PARA DAR UMA CARTA BRANCA A QUEM JÁ SE SABE SER CORRUPTO, A QUEM É APRESENTADO POR CORRUPTO?
PESEM BEM, SERÃO QUATRO ANOS DE ATRASO.
VADO, EDNA E TEREZA É UMA BOA OPÇÃO E PONTEZINHA TERÁ UMA REPRESENTANTE.  

MESMO COM 62 NÃO CONSEGUI DESCOBRIR DE ONDE VEM TANTA GENTE SAFADA.

POIS TINHA QUE HAVER ALGUMA EXPLICAÇÃO PARA ORIGEM DE TANTA GENTE SAFADA NA POLÍTICA, RAROS SÃO OS HONRADOS, ATÉ QUE UM CARA BEM MAIS NOVO DEU E RESPOSTA CIENTIFICA PARA O CASO. 
Na Ginecologista... (CONFIDENCIAL) rsrsrs…!!

0004d74e12[1].gif
Uma mulher vai à sua ginecologista e comenta que o seu marido adquiriu uma forte inclinação para sexo anal, e como não está segura que isso seja uma boa ideia, quer saber sobre os riscos que esse tipo de prática acarreta.
A ginecologista pergunta:
- A senhora gosta de fazer?
- Bem... Sim.
- Essa prática dá-lhe alguma irritação ou dor?
- Não...Não. Quase que não.
-Bom... - continua a ginecologista - Não vejo razão para que se prive de fazer sempre, mas, claro que como de costume deve tomar as devidas precauções para não ficar grávida.
A mulher dá um salto.
- Como? Eu julgava que o sexo anal não provocava uma gravidez!
- Claro que pode! Como julga que foram concebidos Lula, Dilma,Sarney e toda essa geração de políticos que nos tem (des)governado?
Eles não foram paridos, foram cagados!!!
Ah.bmp
 
OBRIGADO AMIGO! 
O PIOR É QUE A NATALIDADE DESSE TIPO DE GENTE É ENORME AQUI NO CABO   ESTA ESBORRANDO "ESBORRANDO", MUITO ALÉM DA CONTA. TEM GENTE TÃO PODRE QUE APESAR DE CARREGAR NAS COSTA DEZENAS DE PROCESSOS AINDA SE JULGA EXEMPLO PARA PEDIR VOTO PARA OUTROS. SERÁ QUE OS FILHOS DELES NASCEM DA MESMA FORMA?    

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

ESTA HONRADA SENHORA DEPUTADA GANHA R$88.000,00 POR DIA PARA NÃO FAZER NADA!

ESTAMOS EM PLENA CAMPANHA ELEITORAL, A COISA AINDA VAI ESQUENTAR MUITO, MUTAS ESTRATÉGIAS AINDA SERÃO USADAS POR UM CANDIDATO PARA JOGAR O ADVERSÁRIO AOS LOBOS, VÃO PROCURAR DE UM ROUBO DA GOIABA NO SÍTIO DO VIZINHO QUANDO CRIANÇA A USO DE DINHEIRO PÚBLICO (OU NÃO) PARA COMPRAR VOTOS.
SEMPRE DIZENDO QUE NÃO TROCAM BENEFÍCIOS POR VOTOS VÃO DANDO O DE SEMPRE, DE CESTAS BÁSICAS A PROMESSA DE EMPREGO (NEM QUE SEJA NUM “ONDA LIMPA” DA VIDA ) PARA OS PARENTES QUE FOREM ÀS RUAS ATÉ BRIGAR PARA COLOCAR O CANDIDATO NO CÉU.
DESRESPEITANDO, DA JUSTIÇA ELEITORAL AO DIREITO CONSTITUCIONAL DE CADA CIDADÃO, SEJA COM POLUIÇÃO SONORA OU VISUAL, SEM CONTAR COM MENTIRAS DESLAVADAS COM QUE ABRILHANTAM SEUS DISCURSOS.
SÃO VERDADEIROS MAGOS NA ARTE DE PROFESSAR AÇÕES EM BENEFÍCIO DO POVO QUANDO NA VERDADE O ÚNICO BENEFICIADO É O PROPRIO. FRASES DE EFEITO, MUITAS CONSTRUÍDAS POR MARKETEIROS PROFISSIONAIS QUE NEM DE LONGE SABEM O QUE SIGNIFICA A PALAVRA ÉTICA, HONESTIDADE PIOROU!
E ASSIM ENVOLVIDO PELO MUNDO DO FAZ DE CONTA OS ELEITORES FIGURANTES NESSA PEÇA, VÃO TRAÇANDO O PERFIL DE QUEM COMANDARÁ SEU MUNICÍPIO E OS QUE VÃO POR QUATRO ANOS FISCALIZAR AS AÇÕES DESTE.
RESULTADO: ENCOBERTOS POR FALSAS IMAGENS FORJADAS DA MISTURA DE MENTIRA COM A FALTA DE ÉTICA AJUDADO POR UM POVO QUE SE ACHA MAIS SABIDO (SABIDO NESSE CASO É ESPERTO, ESPERTO NESSE CASO É DESPROVIDO DE CIDADANIA, MORAL, HONRA E CARÁTER), OS RATOS ASSUMEM O PODER E O POVO AQUELA PARCELA QUE GANHOU R$150,00 POR SEMANA PARA IR AS RUAS ESPALHAR O NOME DO SANTO QUE SALVARÁ A CIDADE, QUE CONSTRUIRÁ, ESCOLAS, HOSPITAIS, POSTOS MÉDICOS, ABRIRÁ CAMINHO PARA O PROGRESSO E POSSIBILITARÁ O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL COM SEGURANÇA TOTAL, CHEGA AO PODER.
SÃO FILHINHOS MUITO BEM REPARADOS POR PAPAIS E MAMÃE, ESPOSAS, TITIOS E TITAS, AMIGOS, AMANTES, LACAIOS E CREDORES, FILHINHOS QUE SEGUIRÃO OS PASSOS DO PAPAI E DA MAMÃE, FARÃO DE TUDO PELO POVO EM DETRIMENTO DE SUAS HORAS DE LAZER E ACONCHEGO COM A FAMÍLIA. SE DOARÃO EM BENEFÍCIO DA CIDADE DE FORMA TÃO CONTUNDENTE QUE GASTAM MILHÕES PRA CHEGAR AO CARGO, MUITAS VEZES GASTAM CINCO VEZES MAIS DO QUE VÃO RECEBER DURANTE TODO O PERÍODO QUE, COM AVAL DO POVO GANHARÁ HONESTAMENTE.
 ISSO TODO MUNDO SABE, AINDA MAIS QUE FILHO DE PEIXE, PEIXINHO É, SÓ QUE NA POLÍTICA ESTE DITADO MUDA UM POUCO: FILHO DE PEIXE, TUBARÃO SERÁ.  
MAS DEIXEMOS DE BLÁ-BLÁ-BLÁ E VAMOS A EXEMPLOS PRÁTICOS.
ALGUÉM CONHECE ESTA SENHORA?
É! É UMA ILUSTRE DEPUTADA, ESPOSA DE UM GRANDE MINISTRO.
 
Esta senhora da foto é a deputada Nice Lobão.
Nada mais do que a mulher do senador e ministro das Minas e Energia Edson Lobão e mãe do Senador Lobão Filho. Ela faz parte dessa alcatéia maranhense que tomou de assalto o Planalto Central.
Ela tirou nada menos do que 82 licenças médicas, só no ano de 2011, e dos 101 dias trabalhados na Câmara, ela apareceu somente em 19. Mesmo licenciada e afastada, continua recebendo os seus vencimentos, em média de R$ 100.000,00 ao mês e mais R$ 470.000,00 em verbas diversas.
Uma bolada anual de R$ 1.670.000,00 para quem trabalhou, efetivamente, 19 dias em
2011. Ou o equivalente a R$ 88.000,00 por dia trabalhado.

Se ela é tão enferma assim, que renuncie ao seu mandato e vá cuidar de sua saúde.
A família Lobão está fazendo seu pé de meia, pé de calças, pé de camisas, pé de vestidos finos, pé de jóias, etc, às custas dos eleitores. E a imoralidade, a farra com o dinheiro público e a bandalheira continua correndo solta no país do futebol.
Da maneira que vai o Brasil não aguenta o repuxo sem quebrar a banca, com o que se desvia, se rouba, se superfatura e o que se paga em salários exorbitantes para político vagabundo fazer de conta que trabalha é uma imoralidade. E, com a situação econômica mundial em bancarrota, esta podridão política não segura o rojão, o país vai mesmo quebrar. Quebrar para nós, nos nossos bolsos, pobres mortais que somos e que, com nossos suados impostos, sustentamos essa corja de políticos enganadores, ladrões e safados.
E OS APOSENTADOS QUE SE "PHODAM" COM A MERRECA DE SEU SALÁRIO MÍNIMO MENSAL E QUE VÃO MORRER "INTERNADOS" NO CHÃO DOS
CORREDORES DOS IMUNDOS HOSPITAIS PÚBLICOS.
É O FIM

É ASSIM: O CARA GASTA R$500.000,00 PARA SER VEREADOR COM UM SALÁRIO DE R$7.000,00 / MÊS, SE A MATEMÁTICA NÃO ESTIVER ERRADA DARÁ R$ 336.000,00 ENTRA, DEPOIS DE QUATRO ANOS ESTA RICO ESBANJANDO DINHEIRO, AI TRÁS PARA MAMAR O FILHO, A MULHER, O SOBRINHO, A PUTA E OS MACHOS DEPOIS SAI MILIONÁRIO, OU BILIONÁRIO COMO É O CASO DO PODEROSO CHEFÃO.
E O ELEITOR, AQUELE QUE DIZIA A TODO MUNDO: CANDIDATO OTÁRIO EU GANHO DELE E DE MAIS QUATRO, OU  CINCO, O T Á R I O! 
VAI TOMAR  SUCO DE CAJÚ POR QUATRO ANOS.

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

MUITOS PERGUNTAM POR QUE NÃO FICO UM DIA SEM ARRIAR O CACETE NO PT E ESPECIALMENTE EM LULA


Porque não aceito a primeira coisa que ouço, vindo seja lá de onde for.
Para mim Lula é o chefe de tudo, o maior ladrão que o povo brasileiro
colocou debaixo das asas, para poder de certa forma minimizar sua 
incapacidade, assim, elegendo um mentiroso se colocou no poder.
 

18 de agosto de 2012
Por Manoel Pastana (*)
Procurador da República

 O PODEROSO CHEFÃO


“Juízes, Polícia, Ministério Público, advogados públicos. Porque eles têm um poder de chantagear os poderes públicos. E dizem: ou você faz isso ou a gente vai criar uma tremenda encrenca.” (Trecho de entrevista do Corregedor-Geral do MPF, Eugênio Aragão, falando sobre “chantagem” para aumento de salário)
Vive-se um momento histórico com o julgamento do Mensalão. Isso todo mundo sabe. O que quase ninguém sabe é que as provas são escassas. Contra José Dirceu, apontado como o líder do esquema criminoso, não existem provas, apenas indícios e meras conjecturas. Por meio deste artigo, mostrarei, entre outras coisas - como a explicação para a declaração transcrita acima - a razão da carência de provas no processo Mensalão.
Por que o então procurador-geral da República (PGR), Antonio Fernando, autor da denúncia do Mensalão,NÃO foi sequer criticado por petista algum do alto escalão, apesar de ter imputado ao PT a tentativa de perpetuação no poder, por meio de “sofisticada organização criminosa? Além disso, ele “acusou” de chefe da organização, José Dirceu, um dos expoentes do partido situacionista e amigo pessoal de Lula. Antonio Fernando não sofreu crítica e ainda foi reconduzido no cargo pelo ex-Presidente Lula. Será que Lula e os caciques petistas nada fizeram contra Antonio Fernando porque compreenderam que ele apenas cumpriu o seu dever legal? Quem acredita nessa hipótese, provavelmente também acredita em Papai Noel, Saci Pererê, Mula sem cabeça, duendes...
Peço escusas pela ironia, mas é que a situação é muito séria e procuro amenizar para facilitar a leitura. Assinalo que eu não seria irresponsável de escrever sem conhecimento de causa, pois tenho um nome e um cargo a zelar (sou procurador da República e estou na ativa). Há 31 anos encontro-me no serviço público, ocupei diversos cargos, todos conquistados por concurso. Aliás, só na área jurídica, passei em seis concursos, sendo três em primeiro lugar.
As evidências mostram que a imputação de Antonio Fernando na denúncia do Mensalão NÃO é inverídica. Caso fosse, certamente ele teria sofrido terríveis ataques e jamais seria reconduzido. Mas não foi o fato de a imputação ser verídica que nada fizeram contra ele, pois eu fiz acusação verídica contra um integrante do PT, que resultou na primeira cassação do mandato de um parlamentar federal do referido partido, fato ocorrido no início do Governo Lula, e minha vida virou um inferno. Sofri covarde e doentia perseguição dentro e fora do Ministério Público Federal (MPF).
No meu entendimento, o que fez Antonio Fernando não sofrer nenhuma represália foi ter deixado Lula fora do rol acusatório, apesar de ele ter assinado atos normativos e documentos, escandalosamente destinados a fomentar o esquema criminoso.
Entre os vários fatos praticados por Lula que beneficiaram o esquema criminoso, consta o envio, em 2004, de mais de 10 milhões de cartas (assinadas por Lula) a aposentados, incentivando-os a tomar empréstimos consignados em folha de pagamento, que proporcionaram lucros fantásticos ao banco BMG que, segundo a denúncia, foi uma das instituições financeiras que participou da “sofisticada organização criminosa”. Só para se ter uma ideia, o referido banco, com apenas 10 agências e em curto espaço de tempo, fez milhares de empréstimos a aposentados, faturando quantia superior a três bilhões de reais, ganhando da Caixa Econômica Federal, com suas mais de duas mil agências. Na formalização do convênio que beneficiou o BMG, passaram por cima de tudo, inclusive, exoneram uma servidora do INSS que se recusou a publicar o fraudulento convênio celebrado em tempo recorde.
A ausência de Lula na peça acusatória enfraqueceu demasiadamente a denúncia, pois o que também deveria ser atribuído a ele foi imputado exclusivamente a José Dirceu. Ocorre que este, ao contrário de Lula, não assinou documento algum, sequer um bilhete. Assim, não há nenhuma prova no processo que aponte a participação do ex-chefe da Casa Civil. O que há são frágeis indícios e meras conjecturas de forma que o Supremo Tribunal Federal (STF) terá que mudar totalmente a sua jurisprudência para poder alcançá-lo. É por isso que a defesa insiste tanto que o julgamento seja técnico, pois juridicamente é quase impossível condená-lo. Faltam provas.
Para condenar José Dirceu, alegou-se a aplicação da teoria do domínio do fato, que é adotada pela maioria dos países democráticos. Ocorre que a aplicação dessa teoria não dispensa a produção de provas; caso contrário, estar-se-ia orbitando na seara da responsabilidade penal objetiva, que é repelida pelo ordenamento jurídico dos países democráticos, incluindo o Brasil.
Antonio Fernando, além de deixar o ex-Presidente da República fora da acusação, inviabilizou a produção de provas efetivas (e não meras conjecturas), aptas a comprovar a existência da “sofisticada organização criminosa”. Vou indicar alguns itens (são muitos) que apontam nessa direção:

1) Marcos Valério destruiu provas (queimou notas fiscais), 19 membros da CPMI (tinha 20 membros) solicitaram a Antonio Fernando que pedisse a prisão dele. Antonio Fernando não o fez, alegando que não havia elementos e nem necessidade da prisão. Nos meus 16 anos de atuação no MPF na área criminal, nunca vi um investigado que tenha dado tanto motivo para ser preso e não foi.
2) – A esposa de Valério foi flagrada tentando sacar milionária quantia junto a um banco em Belo Horizonte. Desesperado, o “operador do Mensalão” procurou Antonio Fernando e se colocou à disposição para colaborar nas investigações, objetivando os benefícios da delação premiada (estava com muito medo de ser preso, juntamente com a esposa). Antonio Fernando recusou a colaboração de Valério, alegando que a delação seria “prematura e inoportuna”. Tudo indica que ele não queria que Valério falasse. A título de informação, a queda do ex-governador do DF (José Arruda) somente foi possível graças à colaboração de Durval Barbosa (operador do mensalão do DEM) que, beneficiado pela delação premiada, entregou provas que derrubaram o ex-governador. Se não fosse isso, Arruda jamais teria caído.

3) - Sílvio Pereira, ex-secretário-geral do PT, em entrevista a um jornal de grande circulação, disse que Marcos Valério lhe afirmara que, se ele (Valério) falasse o que sabia, derrubaria a República. Em vez de Antonio Fernando propor delação premiada ao ex-secretário, cujo nome é repetido na denúncia 50 vezes, propôs a ele suspensão do processo em troca de prestação de serviço à comunidade o que, obviamente, foi prontamente aceito e Sílvio Pereira ficou fora do processo, não tendo que prestar depoimento. Para um bom entendedor...
4 - Para sepultar de vez a possibilidade de produzir provas efetivas que demonstrassem, juridicamente, a existência da “sofisticada organização criminosa”, Antonio Fernando, em vez de arrolar Roberto Jefferson como testemunha, uma vez que foi quem levou a público o esquema criminoso, ou então propusesse a ele a delação premiada, preferiu apenas acusá-lo. Assim, na condição de réu, sua palavra tem pouco valor para incriminar José Dirceu.

5 - Curiosamente, nas alegações finais, o atual PGR, Roberto Gurgel, por diversas vezes, utiliza os depoimentos de Jefferson “como prova” do envolvimento de José Dirceu. Por exemplo, à fl. 44, item 72, das alegações finais apresentadas por Gurgel, ele transcreve trecho do depoimento de Jefferson, no qual este afirma que, em 2005, Dirceu teria lhe dito que, juntamente com Lula, recebeu um grupo da Portugal Telecom para tratar do adiantamento de oito milhões de euros que seriam repartidos entre o PT e o PTB. Veja-se trecho da declaração de Jefferson transcrito nas alegações finais por Gurgel:
“QUE em um encontro com JOSÉ DIRCEU na Casa Civil ocorrido no início de janeiro de 2005, o então ministro afirmou que havia recebido, juntamente com o Presidente Lula, um grupo da Portugal TELECOM e o Banco Espírito Santo que estariam em negociações com o Governo brasileiro (...)” Grifei.

6 - Ora, se esse depoimento de Jefferson é verdadeiro e pode ser utilizado como prova, conforme entende o PGR, considerando que Lula participou da reunião, por que ele não foi acusado? A presença de Lula na trama para angariar recursos com a Portugal TELECOM era meramente figurativa, uma espécie de boneco ambulante, totalmente manipulado e dominado por José Dirceu, por isso o ex-Presidente da República não fora acusado? Ainda que essa hipótese fosse verdadeira, pelo artigo 29 do Código Penal, Lula deveria figurar no rol dos acusados.
O ex-PGR Antonio Fernando, assim como o atual, Roberto Gurgel, pertencem ao grupo tuiuiú. Tuiuiú é uma ave do Pantanal que tem dificuldade para alçar voo. É assim que se consideravam alguns procuradores na época do ex-PGR Geraldo Brindeiro e, por isso, eles mesmos se denominaram de tuiuiú. Os tuiuiús são extremamente afinados com o PT. O grupo chegou ao poder com Claudio Fonteles, primeiro PGR nomeado por Lula. Fonteles foi ferrenho defensor de Lula (e do PT). Perseguiu impiedosamente procuradores que de alguma forma tentaram investigar/processar (de verdade e não por faz de conta) integrantes do Partido do governo. Por exemplo, um pouco antes de vir a público o escândalo do Mensalão, um procurador tentou obter de Carlinhos Cachoeira um vídeo que poderia alcançar Dirceu, então chefe da Casa Civil. Cachoeira gravou o procurador e o caso foi a público.

O procurador sofreu terrível perseguição dos tuiuiús, sob a alegação de que não poderia ter ouvido Cachoeira à noite. Depois de escapar da estapafúrdia acusação, o procurador pediu exoneração do MPF, faltando pouco tempo para a aposentadoria. Foram vários procuradores que sofreram perseguição. Por outro lado, outros foram favorecidos. Por exemplo, um procurador, que costumava ocupar espaço na mídia acusando integrantes do governo FHC, solicitou “ajuda financeira” a diversas empresas. Para tanto, utilizou uma estagiária da Procuradoria que enviava ofícios às empresas beneficiadas com o trabalho institucional do MPF. O procurador em questão chegou a receber dinheiro de Daniel Dantas. Tudo foi devidamente comprovado, mas ele nunca foi responsabilizado.
Fonteles, sem nenhum amparo legal, por meio da portaria “reservada” nº 628, de 20 de outubro de 2004, criou um disfarçado serviço de inteligência no MPF; concedeu função gratificada a pessoas sem vínculo com a Administração Pública como, por exemplo, para que um garçom cursasse faculdade, Fonteles deu a ele uma função gratificada, à revelia da lei. Apesar de Claudio Fonteles ter agido como um soberano, ignorando as restrições legais, algumas vezes ele recuava. Por exemplo, os tuiuiús queriam mandar embora um procurador novato que caiu na antipatia deles. Na votação no Conselho Superior do MPF, Fonteles, como presidente do Colegiado, chegou a votar duas vezes para destruir a carreira do procurador, mas desistiu, pressionado por conselheiros que apontavam a flagrante violação à lei.

Os sucessores, Antonio Fernando e Roberto Gurgel, são mais ousados do que Fonteles. Eles não recuam. Em agosto de 2004, Fonteles queria promover a subprocurador-geral da República, Eugênio Aragão, procurador que passara os últimos anos no exterior cursando doutorado. Pelas regras da promoção por merecimento, as chances do referido procurador seriam ínfimas, pois os procuradores concorrentes permaneceram na batente do serviço, enquanto que o preferido de Fonteles estudava na Alemanha.
Fonteles colocou a promoção para votação às pressas porque, pouco tempo depois, os tuiuiús ficariam em minoria no Conselho Superior, onde é realizada a votação. Membros do Conselho que não faziam parte do grupo dos tuiuiús promoveram questão de ordem, exigindo o cumprimento da lei.

Diante da embaraçosa situação, Claudio Fonteles recuou, mas Antonio Fernando e Roberto Gurgel não. Depois de muita discussão, uma conselheira, que não fazia parte do grupo tuiuiú, pediu vista do processo. Tal pedido acabava com a pretensão de promover Eugênio Aragão, pois quando o processo voltasse a julgamento, os tuiuiús, que na época tinham seis membros no Conselho (o colegiado tem 10 integrantes), estariam em minoria, pois, logo em seguida, haveria (como de fato houve) renovação na composição do Conselho e dois novos membros, não pertencentes ao grupo tuiuiú, tomariam o lugar de dois tuiuiús.
Para possibilitar o imediato “julgamento” do processo de promoção, Antonio Fernando e Roberto Gurgel tiveram a “brilhante” ideia de submeter o pedido de vista à votação. Isso mesmo. Violando flagrantemente o regimento interno do Conselho, que permite vista em qualquer processo, eles alegaram que em processo de promoção não é possível pedido de vista. Realizada a votação, por seis votos (exatamente os seis tuiuiús) a quadro, decidiram que não caberia pedido de vista em processo de promoção. Um absurdo.

Negado o pedido de vista, o processo foi posto em votação e o preferido de Fonteles, Eugênio Aragão, restou promovido. O escandaloso fato ocorreu na Sexta Sessão Ordinária de 2004, do Conselho Superior do MPF.

Em novembro de 2005, a imprensa noticiou que Eugênio Aragão e o Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI), órgão do Ministério da Justiça, na época, sob a tutela de Márcio Thomaz Bastos, o mesmo que depois se tornou defensor do Carlinhos Cachoeira, influenciaram autoridades americanas para não fornecerem à PF documentos relativos à movimentação financeira de Duda Mendonça no exterior, investigado no inquérito do Mensalão.

O relatório que informava a atuação de Eugênio Aragão atrapalhando as investigações da PF foi assinado por quatro delegados e dois peritos. Instaurou-se o inquérito administrativo nº 1.00.001.000116/2006-87 contra Eugênio, mas a comissão concluiu que não havia provas para puni-lo. O relator do inquérito no Conselho entendeu que havia provas, mas ocorreu a prescrição.
Eugênio Aragão atualmente é corregedor-geral do MPF. Ele, como todo tuiuiú, ocupa poleiro alto na cúpula da Instituição e é bastante afinado com o Governo. Ano passado, logo após assumir como corregedor, deixou transparecer (exceção, pois os tuiuiús costumam disfarçar muito bem) o afinamento com a situação. Por causa do movimento em prol de aumento de salário, ele disse que juízes, policiais, membros do Ministério Público e advogados públicos chantageiam o Estado. Vejamos trecho da entrevista do referido tuiuiú:

“A Polícia Federal e o Ministério Público, o Judiciário, os Auditores Fiscais. As carreiras que hoje têm poder de pressão sobre o Estado e sobre suas instituições são as que mais são valorizadas. Ou seja, juízes, Polícia, Ministério Público, advogados públicos. Porque eles têm um poder de chantagear os poderes públicos. E dizem: ou você faz isso ou a gente vai criar uma tremenda encrenca.”

Eugênio Aragão é um tuiuiú que não sabe disfarçar como os outros sabem. Assim, pelo fato de ele não saber disfarçar, não foi reeleito para o Conselho Superior do MPF. Coisa rara, pois é muito difícil um tuiuiú perder uma eleição. Para se ter uma ideia, a Constituição Federal não prevê eleição para escolha do procurador-geral da República. Todavia, os “democráticos” tuiuiús inventaram uma eleição que escolhe três nomes para “ajudar” o Presidente da República na nomeação do procurador-geral. Até hoje, todos os que ficaram em primeiro lugar na lista de votação foram nomeados procurador-geral. Um detalhe interessante é que só são eleitos tuiuiús e o primeiro lugar da lista é sempre o procurador-geral que está no cargo ou quem ele indique.
Embora Eugênio Aragão tenha perdido a eleição para o Conselho no ano passado, ficou pouco tempo sem cargo elevado na cúpula do MPF. Dois meses depois, foi nomeado corregedor-geral. Os tuiuiús transformaram a cúpula do MPF em propriedade particular. Quem não é tuiuiú ou simpatizante do grupo não tem vez. Eles ocupam todas as funções da cúpula, bem como onde o MPF tem representação como no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A audácia é tão grande que até o filho do Antonio Fernando foi assessor de uma conselheira do CNMP. Ou seja, o órgão Colegiado que tem a missão de combater o nepotismo abrigava como assessor o filho do Presidente.

Aliás, a exemplo do filho do Lula que parece ser um fenômeno nos negócios, o filho de Antonio Fernando é um fenômeno no serviço público. Isso porque, quando terminou o mandato do pai no CNMP, ele ocupou o cargo de assessor no Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT) e quem o nomeou foi o então procurador-geral, Leonardo Bandarra, que hoje está afastado da função, acusado de corrupção. Mas o menino prodígio não ficou por muito tempo no MPDFT, alçou voo e foi ser assessor na Vice-Procuradoria-Geral Eleitoral, onde reina a tuiuiú Sandra Cureau, vice-procuradora-geral Eleitoral. Se os tuiuiús continuarem no poder, esse rapaz vai muito longe...
A “briguinha” entre petistas e tuiuiús, que a imprensa tem divulgado ultimamente, tudo indica, é só aparência. Na prática, a realidade é outra. Citarei alguns episódios, entre muitos ocorridos, que evidenciam essa hipótese. Vários procuradores da República pediram ao PGR, Roberto Gurgel, que arguisse a suspeição do ministro Dias Toffoli. Apesar da notoriedade da suspeição (e até mesmo do impedimento), Gurgel preferiu não arguir “para não atrasar o julgamento”. Ora, o MPF, além de titular da ação penal, é fiscal da lei. Assim, tem o dever de agir de acordo com a ordem jurídica.

Com efeito, o PGR jamais deveria silenciar diante de hipóteses indicativas de parcialidade do julgador (suspeição e impedimento são hipóteses legais que indicam parcialidade), mormente em caso tão importante. A possibilidade de atraso no julgamento não justifica o descumprimento da lei. Daí, como a norma prevê que determinadas situações importam em comprometimento da imparcialidade do julgador, o fiscal da lei não pode se omitir, ainda que sua atuação resulte em “atraso no julgamento”. Atraso, aliás, que seria pequeno (no máximo alguns dias), insignificante diante da dúvida eterna que pairará sobre a imparcialidade não aferida pela Corte.
No final da “sustentação oral” na Ação Penal do Mensalão, o PGR, Roberto Gurgel, pediu a expedição de mandados de prisão, imediatamente após o julgamento. Ora, Gurgel, assim como qualquer estudante de Direito, sabe que a Constituição Federal alberga o princípio da presunção de inocência, isso quer dizer que o condenado só pode ser preso, após o trânsito em julgado da decisão condenatória. Apesar de o STF ser a última instância do Judiciário, as suas decisões estão submetidas ao mesmo princípio constitucional, ou seja, elas também devem passar pelo crivo do trânsito em julgado para serem executadas.

Assim, o trânsito em julgado não ocorre com o fim do julgamento, uma vez que depende da publicação do acórdão e dá ausência de recurso (mesmo perante o STF, é cabível recurso após qualquer julgamento). Dessa forma, caso houvesse, de fato, interesse na prisão dos acusados, principalmente, a de José Dirceu, Gurgel justificaria o pedido, fundamentando a pretensão no artigo 312 do Código de Processo Penal (assegurar a aplicação da lei penal). Assinalo que não seria difícil justificar essa hipótese.
Roberto Gurgel tão somente pediu a emissão de mandado de prisão, sem sequer apresentar justificativa alguma. Agiu como o seu antecessor (Antonio Fernando), que fez de tudo para não pedir a prisão de Marcos Valério, quando ele destruía provas. Depois, ao ofertar a denúncia, sem justificativa alguma, pediu a prisão de todos os acusados, sabedor de que jamais seria decretada, pois seria impossível realizar a instrução processual com elevado número de acusados presos. Sabia que o STF iria negar, como de fato negou. Ou seja, deixou de cumprir a lei, pois deveria ter pedido a prisão de Valério no momento oportuno e ainda jogou para a galera, requerendo decreto prisional em momento inoportuno, deixando a impressão de que ele fez a sua parte, mas o STF não quis prender. É muita...

São incontáveis os casos que demonstram a extrema ousadia de os tuiuiús “justificarem” suas extravagantes atitudes. Vou contar mais um caso que ocorreu recentemente. Roberto Gurgel engavetou o Inquérito policial 042/2008 (Operação Vegas) por quase três anos. Instado pela CPMI a justificar a omissão, ele respondeu, por escrito, invocando os princípios da operação controlada (hipótese prevista na Lei 9.034, art. 2o, inciso II, que permite o retardo da atuação policial), ou seja, o engavetamento, na justificativa de Gurgel, não foi omissão, mas sim “ação controlada”. Curioso é que somente ele e a sua esposa, que é subprocuradora-geral da República e o auxilia nos casos mais importantes, sabiam da “operação controlada”. O STF não sabia, a Polícia Federal não sabia, os procuradores da República que atuam na primeira instância e o juiz federal também não sabiam. Só o casal sabia da “operação controlada”.
Incrível é que Gurgel ainda teve a coragem de dizer que, graças à sua “estratégia” (de engavetar o inquérito), o esquema criminoso de Cachoeira foi desvendado. Veja-se o que ele disse no ofício encaminhado ao presidente da CPMI, senador Vital do Rêgo: “Se assim não tivesse agido a Procuradoria Geral da República, não se teria desvendado o grande esquema criminoso protagonizado por Carlos Cachoeira.”Ora, a operação que resultou na prisão de Cachoeira ocorreu em outra investigação (Operação Monte Carlo – inquérito policial 089/2011), instaurada porque Gurgel engavetou a primeira investigação (Operação Vegas – inquérito policial 042/2008). A título de informação, não acredito que o engavetamento da investigação foi para favorecer o ex-senador Demóstenes Torres. A intenção, com certeza, foi outra...

Peço desculpas pela extensão do texto, mas o assunto é muito importante para ser tratado em poucas linhas. Enfatizo que escrevi o mínimo, pois as barbaridades praticadas pelos tuiuiús são inúmeras. Eles sabem dissimular muito bem. Comportam-se como se fossem serenos, equilibrados, justos. Na verdade, praticam verdadeiras atrocidades, seja perseguindo, seja favorecendo. Eles são extremamente ousados, basta ver que Gurgel engavetou a Operação Vegas por longo tempo e ainda teve a ousadia de dizer que se tratava de “operação controlada” e, graças à sua “estratégia”, o esquema de Cachoeira foi desvendado. O mesmo eles estão fazendo com o Mensalão. Deixaram Lula fora da acusação e fizeram de tudo para não produzir provas; porém, caso o STF condene mesmo sem provas, eles cantarão vitória e dirão que a condenação ocorreu graças ao trabalho deles. Contudo, se o STF mantiver a sua jurisprudência e absolver, os tuiuiús dirão que a culpa é do Supremo que não pune.

Concluo este artigo dizendo que não inventei nada (tenho prova de tudo que afirmo), inclusive ofertei representação contra o ex-PGR Antonio Fernando, pelo fato de ele não ter incluído Lula na denúncia, apesar da abundância de provas contra o ex-Presidente da República. Os tuiuiús arquivaram a minha representação sob pífios argumentos. Posteriormente, em abril de 2011, representei ao PGR, Roberto Gurgel, contra o ex-Presidente Lula. Curioso é que, em determinados casos, Gurgel age rápido. Por exemplo, ele recebeu uma representação contra um procurador que é odiado pelos tuiuiús. Imediatamente ele despachou, designando um procurador para tomar as medidas criminais contra o procurador perseguido.
No caso da representação que fiz contra Lula, Gurgel engavetou por um ano e dois meses. depois de eu muito insistir sobre o andamento da representação, ele me enviou ofício, informando que a arquivou porque os fatos que imputo a Lula estão sendo apurados no inquérito 2.474, em trâmite no STF. Esse inquérito, que tem pertinência com o esquema do Mensalão, tramita no Supremo desde março de 2007.

(*) Manoel Pastana - Autor do livro autobiográfico De Faxineiro a Procurador da República
Fonte: http://www.manoelpastana.com.br/index.php/noticias/511-mensalao-o-que-poucos-sabem-e-o-brasil-deveria-saber.html
Postado por Cavaleiro do Templo - REPASSANDO

O RESTO, A NATA PETISTA 
 

terça-feira, 21 de agosto de 2012

A FOTO (BEM TIRADA NA ÉPOCA) HOJE PODE FACILEMENTE SER CONFUNDIDA COM RATOS EM EXTASE!

LEMBRAM-SE DISSO!!!

Pois é... lembram-se?.. Olhe os gestos!.. Vejam bem?..
OLHA SÓ A CARA DO PALOCCI E DO MINISTRO DA EDUCAÇÃO! - EM QUE PUTEIRO ESTA FOTO FOI TIRADA? LEMBREI: NO PUTEIRO NACIONAL 


UM MANGOTE DE CABRAS SAFADOS REUNIDOS - OBS. MINHA

O fato foi lembrado na coluna do Merval Pereira, em O Globo.
A foto é de maio de 2000, durante a votação do Salário Mínimo. Naquela época, o aumento dado por Fernando Henrique Cardoso foi de 19,2%. Eles acharam pouco. Fizeram troça...

Hoje Dilma está oferecendo 6,9%. Eles acham muito...
Os personagens dispensam apresentações.
Eles chegaram lá!.. Eles estão lá!..
O povo bobo mordeu a isca do lobo.

A
Melhor frase ouvida nos ultimos tempos!..
"O PT é, de fato, um partido interessante...
Começou com presos políticos e vai terminar com políticos presos..."

(Joelmir Betting).

ESPERO QUE ESTA FRASE SEJA TÍTULO DE MANCHETE, JÁ PENSARAM:
LULA E TODA CORJA PETISTA PRESA, POR ROUBO, AGORA NÃO VÃO SAIR MAIS PEDINDO INDENIZAÇÃO POR SEREM, PRESOS POLÍTICOS, OH GLÓRIA! 
O MASCOTE!

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

É MARCA! O PT MARCA POR ONDE PASSA!



RICARDO SETTI
Revista Veja

Pré-Sal: Maricá (RJ) nada em dinheiro, mas a população não tem água encanada, a educação e a saúde vão mal… O dinheiro evaporou com a gestão do PT


(Reportagem de Leslie Leitão publicada na edição impressa de VEJA)

Pré-Sal
ONDE FOI PARAR O DINHEIRO?
Na rota do pré-sal, a cidade de Maricá, no Estado do Rio, engorda o seu caixa como nunca, mas os moradores não veem a cor dessa bolada – que evaporou na gestão do PT
POÇOS REAIS Exploração no campo de Lula: milhões a mais no orçamento de Maricá (Foto: Ag. Petrobras)

POÇOS REAIS -- Exploração no campo de Lula: milhões a mais no orçamento de Maricá (Foto: Agência Petrobras)
Com pouco menos de 130 000 habitantes, o município de Maricá, a 60 quilômetros do Rio de Janeiro, faz parte de um punhado de localidades fluminenses que enriqueceram de repente por um capricho da natureza: está na rota do pré-sal.
Por obra e graça da exploração de petróleo, o orçamento municipal de 200 milhões de reais teve, só nos primeiros três meses deste ano, um acréscimo de 35 milhões relativos a sua fatia dos 100 000 barris extraídos do campo de Tupi, rebatizado de Lula [o animal marinho, por uma "coincidência"...].
É uma pequena fração de uma bolada que, nos cálculos mais otimistas, pode beneficiar os cofres maricaenses em até 1 bilhão de reais [sim, 1 bi, com "b"] nos próximos anos. Como prova do reposicionamento de Maricá na ordem de interesses, um dos principais caciques do PT, José Dirceu, visitou a cidade pelo menos duas vezes desde a posse do prefeito petista Washington Siqueira, o “Quaquá”, em 2009.
Em franca preparação para a reeleição, Quaquá vem espalhando pelo município cartazes de obras milionárias. Os milhões têm saído dos cofres da Prefeitura, não há dúvida, mas a cidade pouco tem se beneficiado deles. Nesses três anos e meio, Quaquá e sua turma passaram a ser alvo de 21 processos e cinquenta inquéritos. No rol de abusos, o beabá da cartilha da corrupção: improbidade administrativa, danos ao Erário, prevaricação, peculato, abuso de poder econômico, superfaturamento, contratação de empresas-fantasma – maracutaias que podem ter feito evaporar do caixa oficial cerca de 150 milhões de reais.
Ao montar sua máquina administrativa, Quaquá convocou duas pessoas de fora. Uma é Marcelo Sereno, ex-assessor dele mesmo, José Dirceu, nos tempos em que era ministro da Casa Civil. Em 2010, Sereno assumiu a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Petróleo de Maricá no lugar de Aleksander Santos, político local que, por sinal, enquanto esteve no cargo, também se aproximou de Dirceu, passando a usar essa relação como cartão de visita nos contatos que fazia.
Gostava até de expor em redes sociais FOTOS DESSE CONVÍVIO 
SEMPRE AMIGOS Dirceu e Sereno rindo à toa em restaurante: agora, Sereno é maricaense desde criancinha
SEMPRE AMIGOS -- Dirceu e Sereno rindo à toa em restaurante: agora, Sereno é maricaense desde criancinha
esse convívio. Sereno se afastou em abril, para concorrer a uma vaga na Câmara de Vereadores do Rio, mas seus tentáculos na política maricaense continuam firmes.
Outro laço do chefão petista no município é com Maria Helena Alves Oliveira, a secretária executiva e de Administração, que tem no currículo cargos semelhantes, sempre por indicação de Dirceu, nas prefeituras de Nova Iguaçu e Manaus. Até Lurian, a filha do ex-presidente Lula, hoje funcionária da prefeitura de São José dos Campos, no interior de São Paulo, já prestigiou Maricá: esteve lá no Carnaval e, três meses depois, foi até agraciada com o título de cidadã maricaense.
Na cidade, todo mundo sabe: são os apadrinhados de Dirceu, muito mais do que o próprio Quaquá, que realmente dão as cartas. Várias pessoas relatam ter ouvido de Sereno, por mais de uma vez: “Quem manda lá é a gente”. Boa parte dos contratos sob investigação da Justiça leva a assinatura da secretária Maria Helena.
Um deles trata dos gastos com locação de veículos – o processo em curso aponta problemas em contratos que somam 18 milhões de reais.
Um terço dessa quantia destinou-se à Lumar Locadora de Transportes Ltda., que tem sede no município de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, a 100 quilômetros de Maricá. No endereço visitado por VEJA, funciona uma pequena loja de material de construção. Quem responde pela Lumar é Rosana Francisco de Moura Correia, que por breve período foi gerente da Subsecretaria Executiva de Projetos Especiais de Maricá.
A Prefeitura afirma que já cancelou o negócio. Dois outros contratos suspeitos pairam sobre uma única estrada, a de Itaipuaçu.
A CANETA É DELA Maria Helena, a outra amiga de Dirceu em Maricá: sua assinatura aparece em vários dos contratos irregulares
A CANETA É DELA -- Maria Helena, a outra amiga de Dirceu em Maricá: sua assinatura aparece em vários dos contratos irregulares

Um deles é alvo de um processo no qual a Promotoria de Tutela Coletiva de Defesa da Cidadania pede a devolução de 11 milhões aos cofres públicos. No outro contrato, a gastança foi maior: 23 milhões de reais. Quem trafega pela estrada vê que a obra não passou de maquiagem, e muito malfeita: trechos asfaltados há pouco mais de um mês já apresentam buracos e não se vê indício dos prometidos corredores de escoamento de chuvas, das calçadas e pontos de ônibus que constam do projeto.
Na área da educação, o alvo de vários inquéritos por improbidade é o gasto com a construção de escolas, em valores sempre próximos de 1 milhão de reais. O projeto mais recente, da Escola Carlos Magno Legentil de Mattos, no centro da cidade, prevê que as seis salas e uma quadra poliesportiva custem 930 000 reais – o dobro, no mínimo, do orçamento para uma obra desse porte.
Enquanto Quaquá e sua administração se enrolam nas contas públicas, Maricá, a suposta beneficiária dos milhões em royalties, continua a ter serviços públicos abaixo da crítica: 80% das casas sem água encanada, o terceiro pior município do Estado na área da saúde, transporte público precário. É comum que moradores caminhem 6 quilômetros até um posto médico e não sejam atendidos. “No mês passado a pediatra estava de férias. Hoje está doente. A verdade é que nunca tem ninguém para atender”, relata Cintia Falcão, 23 anos, mãe de um menino de 1 ano e meio que precisa de uma cirurgia no pé.





MAQUIAGEM -- Estrada recapeada: promotoria quer a devolução de 11 milhões de reais (Foto: Oscar Cabral)
O dinheiro do petróleo deveria ser, mas não é, garantia de progresso. Pelos cálculos mais otimistas, as reservas do pré-sal podem alcançar 100 bilhões de barris, que, ao preço de hoje, chegariam a 600 bilhões de reais em royalties.
No Estado do Rio, 87 dos 92 municípios já recebem esses royalties, e em volume cada vez maior: foram 2 bilhões de reais em todo o ano de 2010 – e 1,2 bilhão só no primeiro trimestre deste ano. Mesmo assim, e apenas para ficar em dois exemplos, Guapimirim (50 000 habitantes, 20 milhões de reais em royalties no primeiro trimestre) e Rio das Ostras (105 000 habitantes e quase 80 milhões de reais) amargam, respectivamente, a última colocação e o oitavo pior lugar no indicador de qualidade do Sistema Único de Saúde do estado – um retrato irretocável do atraso.
Para onde vão tantos milhões? Em Maricá, processos e inquéritos em profusão falam por si mesmos: para melhorar a vida dos cidadãos é que não é.
SERVE PARA OS RECIFENSES, E PARA TODOS OS ELEITORES DO PT, NO RECIFE É SEMPRE PENSANDO NAS PESSOAS, CLARO!
COM O QUE RESTA DO ROUBO!
QUER SER FELIZ, VOTE PT

RESP. PARA CARTA ABERTA - BLOG OUVINTES DA CALHETAS

Carta aberta ao povo do Cabo e aos candidatos Vado da Farmácia e Ely José
Chegou o momento de o povo decidir o seu futuro. A campanha eleitoral é o momento de debater as questões e problemas da cidade e caberá aos candidatos aos cargos de prefeito e vereador apresentarem suas propostas e convencer os eleitores que estão aptos a assumir tais funções. Estou me apresentando ao povo do Cabo de Santo Agostinho como opção para ser prefeito da minha cidade. Preparei um programa de Governo, que foi debatido com mais de 4 mil pessoas através do Movimento de Olho no Futuro.
O Cabo de Santo Agostinho tem muitos desafios, tais como melhorar a política de saúde, investir fortemente na educação, melhorar sua infraestrutura e planejar seu crescimento. Considerando todas essas questões, entendo que devemos aproveitar o momento eleitoral para discutir com profundidade os desafios que temos a enfrentar, por isso, proponho aos demais candidatos a prefeito – Vado da Farmácia e Ely José – um debate de ideias, sem intermediários e sem se esconder atrás de apoiadores ou marqueteiros.
Proponho esse debate para que nossa população avalie quem está, verdadeiramente, preparado para governar um dos municípios mais importantes do Estado. Espero que meu convite seja aceito, o eleitor tem o direito de conhecer as propostas de cada candidato.

0 comentários sobre “Carta aberta ao povo do Cabo e aos candidatos Vado da Farmácia e Ely José”

  1. Your comment is awaiting moderation. - MEU COMENTÁRIO ESTA AGUARDANDO MODERAÇÃO.
    Carta aberta e convocação aos candidatos a prefeito e vereador para a cidade do Cabo de Santo Agostinho, a justiça eleitoral, ao MPPE, a imprensa aos eleitores, TCE e TCU.
    Como amplamente divulgado pelos interessados cada um dos ilustres candidatos estudou os problemas da cidade ou os conhecem a fundo por convivência e propõe soluções.
    Dentre estes alguns são pontos comuns mesmo com propostas de soluções diferenciadas alguns são parte do plano de cada um por se tratar de problema crônico, assim;
    Todos os candidatos apresentarão a população uma carta de intenções onde estarão bem definidas suas ações propostas em campanha e alguns compromissos que poderão facilmente ser assumidos caso exista da parte de cada um real intenção em cumpri-las.
    1ª Instalar mecanismos de fiscalização por parte do povo;
    Instalação de salas do cidadão (que receberá mensalmente valor correspondente ao salário de um coordenador técnico, e dois assistentes capacitados e verba de funcionamento “Não vai quebrar o município”, sendo estes indicados por associações e entidades, sem gerencia da prefeitura, secretaria ou órgão e que poderão ser afastados e substituídos caso seja comprovada irregularidades (principalmente traição ao patrão (o povo))) na sede da prefeitura, câmara, secretarias e regionais, (a prefeitura não terá poderes sobre a sala) onde todos terão acesso aos dados sobre: Arrecadação, recebimentos, contratos, pagamentos. Exemplo:
    Pontezinha: As entidades socialmente ativas, organizadas e legalizadas se unirão para eleger os membros da sua sala do cidadão, que terão mandato de um ano e ficarão responsáveis por: Promover reuniões na comunidade ouvindo propostas do que mais urgente se faz necessário. (Um OP).
    Estas propostas surgidas nas reuniões em cada entidade serão alvo de uma reunião centralizada, de onde sairão as propostas obedecendo-se a urgência de cada uma e que deverão ser aprovadas pela maioria das entidades.
    Aprovadas serão levadas ao conhecimento da prefeitura que analisará e dará seu veredito sobre possibilidade de execução, aprovada ou descartada a comunidade proponente será posta a par, se impossível porque, se possível previsão de execução.
    Todas as propostas das salas regionais serão divulgadas na internet e nos jornais circulantes na cidade da mesma fora que todos os projetos vindos de vereadores ou do executivo serão levados ao conhecimento das salas, estas levarão ao conhecimento dos cidadãos antes da votação para que o patrão possa dar seu parecer.
    b) Tornar público por meio da internet todas as licitações e contratos fechados inclusive dentro do limite que a lei dispensa a licitação.
    c) Publicação de todos os salários pagos inclusive benefícios (o famoso por fora) mesmo de contratados e CCs
    d) Instalação de ponto digital em todos os setores, inclusive escolas e postos de saúde e apresentação na sala do cidadão sempre que solicitado
    e) Relação de todos os integrantes de cada secretaria ou órgão, concursados ou não. Exposto em quadros em cada setor
    2ª Apresentar seus projetos de expansão e melhorias, solução de problemas existentes, enfim apresentar documentalmente suas propostas. Registrar em cartório e disponibilizar cópia e jornais e rede de computadores para que todos os cidadãos tenham conhecimento e possam dela fazer uso em caso de quebra de meta de programa provado pelo povo. Pois, ao eleger o candidato o povo estará aprovando um projeto se este é quebrado o prefeito ou vereador poderá ser acionado judicialmente.
    Em caso de não serem aceitas algumas propostas o que é compreensível, outras são pétreas, tem que ser aceitas:
    a) Plano de governo registrado em cartório – Quebra de contrato, ação civil publica.
    b) Disponibilidade da folha de pagamentos e relação dos servidores, concursados, contratados, CCs, com respectivos salários, inclusive prefeito e vereadores, com benefícios. Exemplo: Pontezinha- Tricolor –Função: atacante, salário: R$1.000,00 – horário de trabalho – Obrigações – subordinado a … (secretario) na rede de computadores e em quadro na unidade.
    c) Apresentação a população atingida de qualquer obra de médio porte (implantação) para aprovação prévia.
    d) Disponibilização na internet de todos os contratos fechados. Licitações abertas, concorrentes convidados,
    e) Divulgação de vencedor de concorrência, (com telefone, responsável técnico) valor, organogramas físico-financeiro e planilhas de custos e especificação de materiais, uso.
    f) Disponibilidade sobre; Nº de veículos de cada secretaria, próprios ou contratados
    g) Gastos com: Combustível, água, energia, material de expediente, limpeza e alimentos.

    Só isso!

AFINAL SE EU ESTOU DIZENDO QUE VOU FAZER NADA IMPEDE COLOCAR NUM PAPEL E REGISTRAR? NÉ NÃO?

JÁ SE FOI O TEMPO QUE FIO DE BIGODE SERVIA COMO GARANTIA DE CONTRATO.

EU HONRO MINHA PALAVRA, ZÉ DIRCEU, PALOCCI, GENOINO, LULA, DILMA TODOS DIZEM ISSO, DEPOIS...