domingo, 12 de fevereiro de 2012

LULA, O PODER, O PT, O SUPREMO, COMO CHEGAR AO PODER OU POR BAIXO CONSEGUIR UMA VAGA NO PEITO.

 
Era só uma Veja atravessada na garganta. - Blog do Coronel
O estado de saúde do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é bom e não há alteração no tratamento radioterápico, segundo boletim médico do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, divulgado neste sábado (11). Ele trata um câncer de laringe, diagnosticado em outubro. O boletim informa ainda que Lula foi levado ao hospital com queixa de perda de apetite e fadiga. "Após avaliação, foi constatada apenas presença de inflamação de mucosa da laringe e esôfago, decorrentes da radioterapia."

Capa da Veja: advogada liga Toffoli e Gilberto Carvalho a máfia do DF.

Christiane Araújo de Oliveira
Nascida em Maceió, em uma família humilde, Christiane Araújo de Oliveira mudou-se para Brasília há pouco mais de dez anos com o objetivo de se formar em Direito. Em 2007, aceitou o convite para trabalhar no governo do Distrito Federal de um certo Durval Barbosa, delegado aposentado e corrupto contumaz que ficaria famoso, pouco depois, ao dar publicidade às cenas degradantes de recebimento de propina que levaram à cadeia o governador José Roberto Arruda e arrasaram com seu círculo de apoiadores. Sob as ordens de Durval, Christiane se transformou num instrumento de traficâncias políticas. No ano passado, depois de VEJA mostrar a relação promíscua entre o petismo e o delegado, Christiane foi orientada a sumir da capital federal. Relatos detalhados de suas aventuras com poderosos, no entanto, já estava em poder do Ministério Público e da Polícia Federal. Na edição que chega às bancas neste sábado, VEJA revela o teor de dois depoimentos feitos pela jovem advogada no final de 2010.

Nas gravações, Christiane relatou ainda que tem uma amizade íntima com Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência da República. No governo passado, quando Carvalho ocupava o cargo de chefe de gabinete de Lula, ela pediu a interferência do ministro para nomear o procurador Leonardo Bandarra como chefe do Ministério Público do Distrito Federal. O pedido foi atendido. Bandarra, descobriu-se depois, era também um ativo membro da máfia brasiliense – e hoje responde a cinco ações na Justiça, depois de ter sido exonerado
 
UMA COISA NÃO PODEMOS NEGAR, VIVA LULLA O MAESTRO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.