quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

REBATENDO JOSÉ LUIZ DO PSOL-CABO

Sabe Zé Luiz, o secretário sabe que isso não é possível, apenas o governo do Estado já se tornou astro em cenas teatrais para enganar o povinho besta. Já não tem sequer dignidade, mente sempre que lhe é favorável, manipula informações, falsifica reletórios, etc, etc.Afinal fazem parte, são parte da grade corja de Brasília.   

O que disse Zé Luiz:
  DA FRENTE CONTRA ENERGIA SUJA

Sobre as declarações do Ilmo. Sr. Secretário Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade-SEMAS, Sérgio Xavier, publicadas nos meios de comunicações sobre a Termelétrica Suape III, em que afirma que o objetivo do governo é de “manter a construção da usina em Pernambuco e fazer uma adaptação técnica para que a usina funcione com gás natural ao invés do óleo combustível”; a Frente contra Energia Suja, vem a público manifestar:

1- Sua indignação e contrariedade sobre o que foi comunicado a população pernambucana em relação a solução encontrada para manter a construção da termelétrica Suape III, anunciada pelo Governo Estadual (13/09/2011), como a maior do mundo. Sua instalação em Pernambuco atropela simultaneamente a política climática (PNMC – Plano Nacional sobre Mudança do Clima), o Plano Brasil Maior, e o Documento de Contribuição Brasileira à Conferência Rio+20, pois se opõe – em gênero, número e grau a redução das emissões de gases de efeito estufa (GEE), pois como prevista, consumirá a cada dia de funcionamento 8.000 toneladas de óleo combustível marítimo, tipo bunker C, e emitirá para o meio ambiente 24.000 toneladas de CO2, além de outros gases e particulados perigosos a saúde publica.

2- Além de argumentos econômicos contrários, pois é uma energia cara e refletirá na conta dos consumidores; dos argumentos ambientais pois utiliza um combustível que não é mais utilizado em vários países do mundo para gerar energia elétrica, devido ao alto risco que apresenta, no transporte, uso e armazenamento; e do ponto de vista da empregabilidade gera poucos postos de trabalho em relação a outras alternativas, existe ainda uma questão fundamental e essencial que inviabiliza a solução proposta pelo governo estadual.

3- Como todos sabem (será que o Sr Secretario sabe?) a Petrobras é a maior produtora brasileira de gás natural e a única transportadora e importadora do combustível. No dia 22 de novembro de 2011 ela avisou através do Sr. Presidente José Sergio Gabrielli que não vai assinar novos contratos para fornecimento de gás. Foi o próprio presidente da Petrobras que afirmou que os contratos que já foram assinados estão garantidos e não há gás disponível para outros (contratos) até 2016.

4- Logo não existe a possibilidade da reconversão de Suape III, de óleo combustível para gás natural, porque a Petrobras não vai fornecer gás natural, por uma única razão, ela não tem gás para vender. Para seu pleno funcionamento Suape III necessitaria ao menos de 5 milhões de m3/dia.

5- As declarações do Ilmo Sr. Secretario serve tão somente para desviar a atenção de uma discussão sobre a real necessidade de instalar mais uma termelétrica funcionando a combustível fóssil no território do Complexo Portuário Industrial de Suape. Ali já existem a TermoPernambuco (520 MW), Suape II (380 MW) e a futura termelétrica da Refinaria Abreu e Lima (200 MW).

6- Não se pode continuar fingindo não saber que o uso de combustíveis fósseis na geração elétrica e em outras atividades, da produção ao transporte, é a principal causa do aquecimento global, com consequências diretas nas mudanças climáticas e assim na intensificação de fenômenos fisicos como inundações, estiagens, extinção de espécies, entre outros.

7- Dai propomos uma discussão ampla, democrática com a sociedade pernambucana sobre os rumos de um desenvolvimento sustentável para o Estado, que leve em conta opções energética limpas (solar, eólica, biomassa) e eficiencia energética, e que resolva os problemas básicos da população como emprego, geração de renda, transporte, saúde, alimentação, educação, saneamento, segurança, lazer.

Recife, 13 de dezembro de 2011

BRASIL FICA FORA DOTRATADO ANTI CORRUPÇÃO, NOVIDADE!

Matéria: Estadão.com.br

Jamil Chade, correspondente em Genebra
GENEBRA - O Brasil ficou de fora do acordo de licitações públicas, considerado pela Organização Mundial do Comércio (OMC) como um tratado "anticorrupção". Países ricos assinaram nesta quinta-feira, 15, uma ampliação do entendimento que já tinham, garantindo abertura do mercado de compras governamentais e estabelecimento de regras para garantir a transparência nos contratos.
"Esse acordo é um instrumento contra a corrupção" , afirmou o diretor-geral da OMC, Pascal Lamy. Para Michel Barnier, comissário da Europa, o acordo garantirá uma abertura de mercados de 600 bilhões de euros. Em declarações ao 'Estado', insistiu que americanos e europeus esperam a adesão do Brasil. "Todos temos muito a ganhar", disse.
O chanceler Antonio Patriota, porém, insistiu que o acordo "não era de interesse do Brasil". O motivo, segundo ele, é a natureza do acordo, restrito a um grupo pequeno de países. O Brasil ainda insiste que antes de mais nada quer abrir seu mercado de compras governamentais primeiro aos países latino-americanos.
A reserva de mercado tem sido alvo de cobiça internacional. Afinal, com Copa do Mundo e Jogos Olímpicos, empresas europeias e americanas acreditam que poderiam ter fortes ganhos no Brasil.
Hillary. Patriota rejeitou a tese de que isso seria um sinal de que o Brasil não está interessado em acordos que combatam a corrupção. "Mais comprometidos que estamos nisso?" questionou.
Segundo ele, a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, virá em março ao Brasil para participar de uma reunião ministerial para fortalecer o projeto de combate à corrupção no setor público, liderado pelos presidentes Barack Obama e Dilma Rousseff .

ALBERTO FIGUEIREDO
16 de Dezembro de 2011 | 3h50
Lendo os comentários feitos Fabio tem toda razão. Depois de o supremo (minúsculo mesmo) mostrar porque e para que esta lá, quem quiser que pense em outras saídas, para mim só bala, muita bala resolve. Sai um ladrão, a quadrilha tem mil qualificados para assumir. Para continuar sendo o palhaço na história, sendo roubado e feito de idiota por uma corja sem tamanho, quem quiser achar ruim que ache, eu quero aquilo que vocês chamaram de ditadura de volta, com uma única condição: Dessa vez não mandem as cobras engordarem fora do país, matem e estourem os ovos, seus cagões! E vejo se confirmar cada dia que só existe esta saída para o Brasil.

EM NOME DE BARBALHO, O TRIBUNAL FEDERAL DEIXOU DE SER "SUPREMO"

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011


Do blog: A Casa da mãe Joana 


Retorno de Jader Barbalho.
ESSA É DO CARVALHO!

Jader algemado, uma foto inesquecível

Hoje, o Tribunal Federal deixou definitivamente de ser supremo. DETERMINOU que Jader Barbalho tome posse IMEDIATAMENTE no Senado. O citado meliante, além de pertencer ao conhecido PMBD (pelo Pará - pobre Pará que tem do que se envergonhar até mesmo de seus "amantes amantíssimos"! ), tem um nome que se tornou uma espécie de símbolo da cafagestagem.

O tribunal voltou a analisar um recurso do político, cujo julgamento tinha sido suspenso em novembro. Argumento usado pelos ministros: teria havido uma "questão técnica "(?) do processo, que os obrigaria a esperar a posse da ministra Rosa Weber para decidir a questão. Assim, decidiram, então, adiar a votação para melhor atropelar o que é primordial para o povo que votou pela ficha limpa.


Jader Barbalho foi candidato ao Senado pelo PMDB do Pará e obteve 1,8 milhão de votos. O mesmo tipo de brasileiros que elege os malufis e os renans. No entanto, teve seu registro negado pela Justiça Eleitoral com base na Lei da Ficha Limpa e não pôde tomar posse. Foi no recurso que ele apresentou ao STF que a Corte se debruçou sobre a validade da Lei da Ficha Limpa para as eleições de 2010. Antes, os ministros já tinham analisado o caso de Joaquim Roriz, mas o processo foi extinto depois que ele desistiu de concorrer ao governo do Distrito Federal.

Ô dúvida cruel! Cru-de-lís-si-ma!!!

Depois de um empate em 5 a 5, os ministros usaram um item do regimento interno para decidir que a lei valeria para as eleições de 2010, tornando Barbalho inelegível. Porém... em março, já com a presença do ministro Luiz Fux (fux you!) na décima primeira cadeira da Corte, o plenário acabou entendendo que a Lei da Ficha Limpa não poderia valer para as eleições de 2010, uma vez que a norma deveria esperar um ano para produzir efeitos por alterar o processo eleitoral.

É assim, como se fosse o efeito de um remédio homeopático. Para 'eles', porque para nós o efeito é tão imediato quanto o vômito (ou algo parecido) que vem logo depois de comer salada de maionese estragada.


Se depender das eternas náuseas,
poderíamos dizer que o Brasil é o país da comida podre.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

É NOVIDADE?


SUPREMO JOGA FICHA LIMPA NO LIXO, PROVA QUE O POVO NÃO TEM PODER NEM DIREITO ALGUM, JADER BABABALHO ASSUME SUA VAGA NO SENADO.
PROVA QUE AS LEIS BRASILEIRAS SÃO APENAS APLICÁVEIS PARA PUTA POBRE, NEGRO POBRE E LADRÃO POBRE, O BRASIL INTEIRO É UMA ZONA.
CADA POVO TEM O GOVERNO QUE MERECE, ALGUNS NEM DESSE TIPO.