domingo, 16 de outubro de 2011

PIADA"- Matéria paga, muito bem paga.

Pagamos para ter O CARA, agora vamos pagar para construir 
A CARA 

7 comentários:

  1. El País descobre: Dilma não era um poste
    16
    Out
    2011

    “Sob o título de “Superpresidente Dilma, ela que manda”, principal jornal da Espanha elogia a presidente brasileira, destaca sua popularidade de 71%, diz que “ninguém tem a menor dúvida de quem manda no Brasil” e, de quebra, banca candidatura à reeleição.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo disse...

    Você é homofobico e preconceituoso, não aceita mulheres no poder, você é daqueles que acha que mulher é só pra parir e, cuidar da casa, mulher objeto, você realmente pensa pequeno. Parabens pela sua sagacidade!

    ResponderExcluir
  3. Vai ser difícil encontrar pessoa que valorize as "Mulheres", tanto quando eu. Sinto muito!

    ResponderExcluir
  4. Continuando a resposta:
    Do blog coturnonoturno
    A forma " transparente" de governar do PT


    A Comissão de Ética Pública da Presidência da República escondeu a decisão de abrir investigação contra o ex-ministro Antonio Palocci, informa reportagem de Márcio Falcão e Andreza Matais, publicada na Folha desta segunda-feira (a íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL (empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

    Dois procedimentos foram instaurados na véspera da queda do petista, em junho, e propositadamente não houve qualquer divulgação à imprensa.

    Palocci deixou o cargo de ministro da Casa Civil em junho, após a Folha revelar que seu patrimônio aumentou 20 vezes em quatro anos e sua empresa de consultoria faturou R$ 20 milhões no ano eleitoral de 2010, fatos que não conseguiu justificar publicamente.

    Mais uma vez fica comprovado que o discurso moralista de Dilma Rousseff e sua "faxina" não passam de demagogia barata

    A Comissão de Ética da Presidência da República criada para dar transparência, garantir a ética e a moralidade no governo, agora esconde os malfeitos dos integrantes do governo de Dilma Rousseff, herança maldita do governo Luiz Inácio Lula da Silva.

    O Conselho de Ética age sem ética. Não tem moral nem moral para julgar ninguém, afinal de contas agem de forma a proteger os integrantes do PT que não sabem nem nunca souberam o que significa ter comportamento ético e moral.

    Para este conselho é normal desviar recursos públicos em benefício próprio.

    Ou o Brasil acaba com o PT ou o PT acaba com o Brasil!

    ResponderExcluir
  5. Sanguessugas: José Serra tem recaída

    O esquema das ambulâncias Sanguessuga foi replicado no governo tucano de São Paulo (confira aqui). Depois de José Serra ter passado pela experiência dos Sanguessugas no Ministério da Saúde, não era para ter desenvolvido controles, de modo a evitar repetir no governo paulista? Errar é humano, mas repetir o erro ou é burrice ou é recaída.

    ResponderExcluir
  6. Na Inglaterra, 79% consideram que religião gera muita miséria e guerras

    Maioria dos britânicos concorda que a religião é um assunto da esfera privada, não pública. O Brasil ainda engatinha nesse aspecto
    -
    Uma recente pesquisa mostrou que 79% dos britânicos acreditam ser a religião a origem de muita miséria e conflitos no mundo. Do total, 11% discordaram dessa avaliação.

    A pesquisa foi realizada pelo YouGov em parceria com o Departamento de Política e Estudos Internacionais da Universidade de Cambridge. Foram ouvidos 64.303 adultos (maiores de 18 anos).

    Para 72% deles, a religião é usada por pessoas para justificar sua intolerância e sectarismo. 15% discordam disso.


    A Grã-Bretanha está entre os países onde mais tem avançado o secularismo nos últimos anos. A pesquisa confirma isso.
    Leia também:
    A maioria (78%) concordou, por exemplo, que religião é um assunto da esfera privada, não pública. Aqueles que se opõem a essa abordagem representaram 12%.
    Seguem outros resultados da pesquisa.

    - 70% não querem que cristãos e igreja tenham mais influência na política do país. 16% concordam.

    - 40% afirmaram não ter nenhuma religião, 55% se declararam cristãos e 5% informaram que seguiam outras religiões.

    - 74% informaram que foram criados em família que professava alguma religião – cristã, na maioria de 70%.

    - 34% afirmaram ter um Deus pessoal, 10% admitiram crer em algo tipo de poder espiritual e 19% informaram não acreditar nessas duas formas de crença. 29% se declararam indecisos ou agnósticos.

    - 16% informaram que rezam diariamente, 12% disseram que o fazem várias vezes por semana e 4% uma vez. Os homens rezam menos que as mulheres.


    - Para 61%, as religiões organizadas estão em declínio. Na faixa da população com mais de 55 anos, o percentual é de 67%. Do total, 18% discordam de que as crenças estruturadas estão em decadência.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.