sexta-feira, 14 de outubro de 2011


DO BLOG DO UANDERSON- BY ASSESSORIA


Por Chárleston Noronha

Ruas eleitas no OP continuam intransitáveis na Cidade Garapu


O que está escrito nessa placa só pode ser de brincadeira.

O Vereador Ricardinho (PPS) visitou a Cidade Garapu, no Cabo de Santo Agostinho, para ouvir os moradores do local que estão revoltados com a situação em que se encontram as ruas que foram eleitas como prioridade nas reuniões do Orçamento Participativo (OP) em 2009. Em algumas, as obras de pavimentação e drenagem apenas tiveram início e em seguida foram abandonadas. Em outras, absolutamente nada foi feito. Com as ruas intransitáveis, fica impossível a passagem de veículos, inclusive de viaturas da polícia que não conseguem realizar rondas na localidade, aumentando a sensação de insegurança.


“Menos da metade das ações que foram aprovadas na discussão de 2009 para serem executadas no ano de 2010 e eleitas pelas comunidades como prioridade, não passaram do discurso e do papel e nem sequer existe informação de quando ficarão prontas”, explicou Ricardinho.

A placa, logo no início da comunidade, mostra o compromisso da prefeitura em realizar serviços de pavimentação e drenagem nas ruas 36, 40, 41, 42, 43, 44, 45 e 46, com prazo de seis meses para a conclusão das obras sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Secretaria Executiva de Obras Públicas. Segundo os moradores, um ano já se passou e a comunidade continua aguardando a realização dos serviços.


O Vereador Ricardinho prometeu cobrar explicações e providências a prefeitura.

Robson Leite promete distribuir manifesto no PE Folia mostrando a verdadeira face de Jaboatão

A pouca oposição de Jaboatão anda nada satisfeita com a realização do PE Folia e o enorme investimento do município na festa. De acordo com informações publicadas pela assessoria de imprensa de Jaboatão, R$ 5 milhões serão investidos no evento, sendo R$ 1 milhão a contrapartida do município. Mas já tem gente que fala que esses valores são bem maiores...

E quem resolveu botar a boca no trombone para reclamar foi o vereador petista Robson Leite, que preparou um manifesto para distribuir nos dias do evento (15 e 16 de outubro), mostrando o que ele considera como a verdadeira face de Jaboatão. O manifesto tem duas páginas e está bem ilustrado (inclusive com imagens aqui do blog), mostrando os problemas de infraestrutura, falta de saneamento entre outros que estamos cansados de saber...

Para Leite, o alto investimento em micareta não é uma prioridade. O parlamentar defende que os recursos gastos na festa sejam investidos na melhoria da infraestrutura da cidade, que hoje está entre as 10 piores em saneamento do Brasil, isso sem falar nos outros problemas, como alagamentos nas chuvas, ruas sujas, não pavimentadas, etc. 

VOCÊ QUER ISSO PARA O CABO? ENTÃO CUIDADO COM QUEM IRÁ RECEBER DE VOCÊ UM CHEQUE EM BRANCO, FICAR COM AS CHAVES DOS COFRES DO CABO E COM A CHIBATA NA MÃO.   

3 comentários:

  1. Pois é amigo, quando alguem deste partido chia contra, é porque não está entrando nada no próprio bolso. São doidos por dindin. Apezar de ter razão no protesto, não confio neles.

    ResponderExcluir
  2. Segundo esse argumento do protesto do vereador, o Brasil teria que parar de ter festas promovidas pelo poder público em qualquer lugar do seu território, pois qualquer cidade onde haja um evento de um lado, haverá sempre problemas do outro.

    ResponderExcluir
  3. Caros leitores analisem:
    Quanto se gasta em festas?
    Quanto se paga a artistas de fora?
    Quanto se gasta com os resultados?
    Se uma coisa é indefensável é num pais como o nosso as prefeituras promoverem festas todos os meses reclamando falta de dinheiro para saneamento básico. Mantêm câmaras de vereadores lagartixas que se esmeram em abanar as cabeças ante o poder do dinheiro e o receio de não contar com o apoio desse ou daquele político nas próximas eleições.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.