segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

NADA NO CABO FUNCIONA, NADA! EXCETO A FABRICA DE DINHEIRO.

Há cerca de dez dias o prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Vado da Farmácia, exonerou secretários e Cargos Comissionados, sob a alegação de crise financeira.
Mas parece que a crise não afetou tanto assim o município. Em nota enviada ao Blog de Jamildo, o presidente da Câmara do Cabo, Mário Anderson da Silva Barreto, conhecido como Bocão, criticou o prefeito por constar no Diário Oficial do município a publicação de um edital de licitação para contratar som e palco, no valor de 682 mil.
Confira a íntegra da nota enviada ao Blog:
Nobre Jornalista, chega a ser absurda a inversão de prioridades cometida pelo Prefeito Vado da Farmácia (sem partido).
Há dez dias atrás, num ato de puro oportunismo e irresponsabilidade o Prefeito Vado exonerou todos os secretários e Cargos Comissionados, sob a alegação de crise financeira.
No outro dia, renomeou todos os secretários, com exceção do Secretário de Finanças e, grande parte dos Comissionados foram chamados para se comprometer com dois pré candidatos a vereador de sua preferência, sendo um deles, o atual Secretário de Programas Sociais, Ronaldo Santos.
Vendo a publicação no Diário Oficial deste sábado, 16.01.2016(ver foto), de um edital de licitação para contratar som e palco, no valor de 682 mil reais, para que o Secretário Ronaldo Santos faça festas, no intuito único de se promover, ver-se, claramente, que o gestor ou está brincando ou é um cínico.
Como um Município, que segundo, o próprio Vado, está em crise e vai gastar uma quantia dessas com som é palco.
É uma descarada inversão de prioridades. A Cidade encontra-se mergulhada no caos administrativo. Hospitais e postos médicos funcionam precariamente. O pagamento da empresa que recolhe o lixo está com três meses de atraso. A empresa que fornece merenda não paga a seus funcionários e não oferece merenda aos alunos porque também não recebe da Prefeitura.
É lamentável o descompromisso e a desfarçatez do Prefeito que inverte as prioridades. A quem interessa essa contratação a não ser ao próprio prefeito e ao secretário Ronaldo Santos.
Como diria Casoy: “isso é uma vergonha”.
Mário Anderson da Silva Barreto, presidente da Câmara do Cabo
NADA FUNCIONA MESMO, SEQUER A EDITORIA DA CÂMARA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.