terça-feira, 23 de novembro de 2010

Sobre o comentário de Luiz de Zorzi feito no meu blog IMLB-Cabo

Foto montagem Portal Cabo
A guerra para se conseguir solucionar este problema, talvez um dos mais graves gerados pelo próprio homem, não tem fronteiras e comentários como este de Luiz Zorzi, postado no meu blog- IMLB - Cabo é uma prova disso. Homens capazes opinam e se manifestam por saberem que uma ação precipitada hoje pode ter um final trágico.

Não canso de repetir:
CABO: PREFEITURA NÃO RENOVA ANUÊNCIA
O governo municipal do Cabo de Santo Agostinho não renovou a licença para construção de uma usina de co-geração de energia (INCINERAÇÃO DE LIXO).
É uma vitória do povo e uma certeza que o homem que hoje dirige os destinos do Cabo tem um compromisso com seu povo.

HISTÓRIA
Descendentes de imigrantes italianos, que no início do século serravam pinheiros araucárias e fundaram associados à Cooperativa Madeireira Caxiense, a Cooperativa Agricola (em Canela) e a Cia. Insutrial Madeireira (1914). Desde os bisavós, avós paternos e maternos, pai e irmãos e primos, madeireiros das familias de Zorzi, Giacomet e Pisani. Com o espírito de empreendedores pioneiros, plantaram pinus araucárias (1954), passaram a produzir lâminas (1955), painéis de compensados/plywood (1959), reflorestamento de pinus taeda e elliottis (1964), madeira mineralizada/ palha e cimento (anos 60) e celulose/ papel (anos 70). Com a família numerosa, no final da década de 70, houve uma reestruturação societária, desmembrando-se em várias empresas autônomas, que seguiram caminhos próprios e distintos no setor florestal >>indl. madeireiro >> papeleiro >> ind.equipamentos indls. madeireiro >> tradings madeireiros. A Verde Camino SA. Pertence a quarta geração familiar, desde empreendedores florestais, que mantendo viva esta tradição, cultiva o espírito pioneiro desbravador e inovador, em busca de desafios que possam beneficiar a empresa e seus envolvidos , agregando qualidade, quantidade, sustentabilidade e competitividade, onde quer que se possa buscar tanto geograficamente, como em suas ações. Hoje entre dezenas de empresas das familias De Zorzi, Giacomet e pisani somadas (da mesma origem), produzem além de toras, woodchips, celulose e papel; mais de 70% de pinus sólidos (serrados, painéis, fencing, pallets, portas, molduras, etc...) exportados do Brasil.
Este uso de geração energética, só poderia ser utilizada APÓS a domesticação dos gases, com destino controlado,monitorado e conclusivo, pois de pouco adianta gerar problemas potencialmente maior que o atual, TODAVIA é muitíssimo válido desenvolver tecnologia que transforme este problema em solução dupla.

Luiz De Zorzi http://www.verdecamino.com/
VERDE CAMINO S.A. Foi fundada em outubro de 2006, no Uruguai com o abjetivo inicial de aquisição, colheita/extração, desbastes, comercialização e exportação de toras e Wood chips a partir de contratos e aquisições de florestas de WEYERHAEUSER (top 100 - USA). Hoje em função de atualização e adaptação das demandas, redirecionamos o foco, para o fornecimento de grandes volumes de Wood Chips (Cavacos, para fiberboard & para celulose long-fiber) e woodfire (Combustível Sólido para Caldeiras), em todas as etapas do processo, com atuação própria ou terceirizada, onde é possível, sob controle de VERDE CAMINO S.A.



Com Know- How adquirido em operação especiais, já que países com legislações próprias para: colheita, extração, industrialização primária, trabalhistas, fiscais e transporte internacional com duplas particulares, certificações e exigências fitam-sanitário-ambientais e documental de grande maciços florestais de pinus taeda/elliottis e eucaliptus grandis.


Visando operação de larga escala, a empresa se posiciona em operar sustentavelmente, com externa otimização/racionalização das operações, desde aquisição/colheita/arraste/bloqueio/picar/industrialização primária/transportar/exportar/despachar e desembarcar, com operações porta a porta, sempre se colocando como parceiro elo da corrente, visando otimizar o fornecimento, com custos palatáveis e com balizamento de custos reajustáveis da operação (maioria gasoil/disel) objetivando: Parceria Sustentável de Longo Prazo, para parceiros escolhidos após rigorosa seleção de sinergias, para proporcionar e agregar resultados positivos as partes.


Desejamos ocupar parte do espaço onde o comprador necessita de florestas próprias, com grandes áreas e grandes demanda de capital de longa maturação, como ferramenta de estabilização de mercados/preços e garantir de suprimentos, com custos razoáveis, bem como racionalizar os suprimentos, com a redução ampla no numero de fornecedores e seus conseqüentes problemas já conhecidos (inconstância de volumes / adiantamento / reajustes / diferenças de pesos e medidas / freteiros em dezenas-centenas / padrão de qualidade desejado / pressão de preços locais / controles administrativos e pagamentos) com a confortável redução parcial do numero de fornecedores. Com volumes expressivos e com pagamentos normalizados de importação/ exportação, normalmente LC e com todas as cargas fiscalizadas, mensuradas e auditadas pelas Secretaria de Receita Federal, Estadual e além de mais uma dúzia de órgãos entre os dois países, os controles certamente estarão mais cercados contra eventuais erros, que normalmente ocorrem, facilitando a Administração de Precisão.


Poder controlar com o contratado, faça chuva ou faça sol (operamos com estoques reguladores de 30/60 dias de produção/abate das árvores, objetivando a redução parcial de umidade e conseqüente redução e viabilização de distâncias das florestas, bem como aumento Kcal x Volume fornecido) e assim ampliando a margem de segurança na operação do parceiro gerador de vapor / energia. Contratado de longo prazo, para a segurança (quase como se fosse a floresta própria) e para justificar adequadamente a maturação dos vultuosos investimento em equipamento operacionais de tecnologia avantgard, escala de produção que proporcione custos racionalizando, para ambas as partes que buscam o empreendimento próximo do ideal (este é o nosso objetivo), buscar em conjunto a escala ideal tanto na operação de fornecimento, como na cogeração de UTE, resumindo buscaremos em conjunto “criar, gerar valor”, além da energia.
Sabe o que diz.
A busca por soluções sustentáveis deve ser incansável! - Alberto Figueiredo






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.