domingo, 14 de fevereiro de 2016

MATÉRIA NO PORTAL PINZÓN

Prefeitura do Cabo desdenha perigo do Aedes Aegypti

Bairro de Pontezinha continua esquecida pelo poder público
Por Alberto Figueiredo
De que valem panfletos informativos, cuidados com os focos dentro das casas, se no Cabo de Santo Agostinho os focos estão em toda parte.


Em Pontezinha, já esquecida pelo poder público, a questão já chega à alçada das autoridades estaduais de saúde, e não vemos nada além das pessoas (agentes ambientais) visitando casas informando dos perigos, no entanto, a Secretaria de Saúde do município não está dando a importância devida a esta ameaça.


Não se pode da noite para o dia sanear uma localidade, porém, cuidados extremos e ações emergenciais devem ser tomadas, assim como: coleta de lixo mais eficaz; limpeza de canaletas,  inclusive com caminhões com jatos d'água para limpar os locais inacessíveis; colocação de larvicida; limpeza de mato, máquina (trator) com roçadeira para limpeza de terrenos onde os proprietários não tenham condições, ou aplicação de herbicida, bem como, reduzir o período de limpeza das linhas d'água e canaletas.


Também a retirada do lixo na Barreira da Vinte e Um de Abril (maior cabo eleitoral de Pontezinha), identificação de casas e comércios que coloquem água suja nas canaletas de águas pluviais, são ações que juntas podem reduzir o número de pessoas contaminadas. 

AGRADEÇO AO PORTAL PINZÓN A PUBLICAÇÃO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.