sábado, 5 de setembro de 2015

Em postagem Jairo LIma pergunta: Alguém pode explicar porque na matéria do jornal só aparecem as praias de Porto de Galinhas e Paiva - Vou tentar explicar


Falta de investimento e, tendo o Cabo de Santo Agostinho um excelente potencial turístico, programas que atraiam as atenções. Havia o festival Pinzon. O que houve? Mais uma vez o Cabo e o povo cabense perdem por disputas políticas se deixando envolver por disputas de pode entre pessoas que se auto proclamam amantes do Cabo e de seu povo, no entanto na busca do poder os interesses individuais superam os anseios de todo um povo e com isso o Cabo de Santo Agostinho, sempre sai perdendo vitimado por manipulações. RELEMBRANDO! 

(Crédito: Moura - In Memorian) Vicente Pinzon dividido entre os Elias e os Cabrais

Em homenagem ao desembarque do navegador espanhol Vicente Yanes Pinzón, no litoral do Município, no ano de 1500 que se comemora na data 26 de janeiro em nosso Município Cabo de Santo Agostinho fui buscar relatos de sua passagem por nosso município onde encontrei um Pinzon atrás de uma radio matéria já postada aqui no portal e também encontrei também um Instituto Cultural Vicente Pinzon onde o mesmo é pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob o nº 05.258.419/0001-61, com sede na Rua José Francisco Lisboa, nº 15, Vila Roca, Cabo de Santo Agostinho, PE, devidamente representado por seu Presidente, Sr. Antonio Gomes de Medeiros, bom ai fui no local para ver de perto esse tal Instituto e para saber qual era as suas finalidades neste local encontramos uma residência e não á nem uma placa que indica o tal instituto.
Vasculhando os devidos informes a respeito deste instituto encontramos algo um tanto curioso, veja isso:
No Site Agência Cabo Press – www.cabopress.net
Instituto Pinzón tem nova presidência
Data da Postagem 24/09/2004
Autor: Wilson Firmo
O ex-vice-prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Antonio Medeiros, é o mais novo presidente do Instituto Cultural Vicente Pinzón (ICVP). Ele foi aclamado, por unanimidade, durante assembléia geral da entidade, realizada nesta sexta-feira, 29 de julho, no auditório do Espaço Ideia, no Centro do Cabo.
Antes da votação, o ex-presidente do ICVP, jornalista José Ambrósio ” que passa a assumir a vice-presidência ” fez um balanço dos últimos anos de sua gestão.
“O episódio da chegada do navegador espanhol Vicente Pinzón no Cabo de Santo Agostinho, em 26 de janeiro de 1500, já é, praticamente, uma questão consolidada e assumida pela população do município. Uma prova disso é a apropriação de seu nome em diversos estabelecimentos comerciais, bem como o relato que atesta sua bravura nos livros de História”, avalia Ambrósio dos Santos.
Ambrósio recordou o sucesso das cinco edições do Festival Pinzón, sempre realizado no mês de janeiro na praia de Gaibu ” excepcionalmente, em 2005, a programação de shows artísticos foi sediado no Espaço Asa Branca.
A nova diretoria do ICVP traz na sua composição uma nova estrutura que visa descentralizar as atividades de cada integrante do conselho do Instituto.
Nomes como o do empresário Inaldo Campelo, o mais novo conselheiro, passa a assumir a secretaria Geral da OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público). A vice-secretaria será assumida pelo então secretário-geral Carlos Sampaio de Alencar (veja relação completa do novo grupo).
Também integra a nova equipe o escritor Antonino Júnior (Planejamento e Projetos) e o tecnólogo em Gestão Pública, Jairo Lima (Eventos) e o administrador de empresas Deoclésio Barbosa (Finanças), entre outros.
O vereador Manoel Carlos (PPS), que estava presente, junto com a vereadora Ana Selma, irão fortalecer a Comissão Pinzón, na Câmara de Vereadores da cidade.
Para o novo presidente Antônio Medeiros “é muito honroso fazer parte do novo grupo formado”. “Além de serem pessoas de minha total amizade e admiração, vejo nesse time a possibilidade de ampliarmos e promovermos mais ainda justiça à História que nos assegura sermos o palco desse episódio marcado pela chegada do intrépido navegador espanhol”, disse Medeiro, em meio à revelação de várias propostas de trabalho a serem desenvolvidas.
Fabiano Diniz assegurou que a gestão cessante chegou a planejar diversas atividades. De concreto, há uma parceria com a Petroflex, que recentemente disponibilizou o espaço da igreja e casa paroquial do clube de campo da antiga Coperbo.
Ainda esta semana toda a equipe do ICVP se reúne para traçar o plano de ação para os próximos dois anos.

Composição da Época
Presidente – Antônio Medeiros
Vice-Presidente – José Ambrósio dos Santos
Secretário Geral – Inaldo Campelo
Vice-Secretário Geral – Carlos Sampaio de Alencar
Secretário de Articulação Institucional – Ronildo Albertin
Secretário de Eventos – Jairo Lima
Secretário de Planejamento e Projetos – Antonino Júnior
Secretário de Imprensa – Wilson Firmo
Secretário de Relações Públicas – Natanael Lima
Secretário de Finanças – Deoclécio Barbosa
Secretário de Cultura – Williams Santana
Secretário de Relações Internacionais – Fabiano Diniz
Veja a foto da Época

Hoje os diretores não são mais os mesmo Portanto colocamos abaixo a relação do que encontramos a nova diretoria
Presidente: Sr. Antonio Gomes de Medeiros;
Vice-Presidente: Jose Ambrosio dos Santos
1º Secretário-Executivo:Ronildo Barbosa Albertim
2º Secretário-Executivo: Natanael Jose de lima Junior
Secretário Finanças: Jairo Barbosa de Lima
Secretário de Imprensa: Wilson Ribeiro Firmo
Secretário Relações Institucionais: Deoclécio Bino Barbosa
Esta nova relação foi retirada dos autos onde o instituto Cultural Vicente Pinzon foi envolvido em uma ação Civil Publica referente ao um Show com Zéca Pagodinho do qual não ocorreu, promovido na Cidade de Paulista veja os autos abaixo:
Ao Civil Zeca Final
View more documents from PortalCabo.
Já no dia de ontem 5 de fevereiro fui convidado para a inauguração da Sala do Instituto Cultural Vicente Pinzon no Mercadão do Cabo bom veio bem a calhar pois necessitava terminar a matéria a Respeito de Pinzon e la poderia fazer minha indagações e saber como vai funcionar o Instituto.
Antes da minha conversa com o Presidente da entidade, conheci o acervo que estava a disposição de todos, um artefato muito importante que eu encontrei foi um pequeno baú com terras da cidade de origem de Pinzon “Palos de la Frontera” (Cidade Portuária ao sul da Espanha onde partiu Pinzon em 19 de novembro de 1499) avia também vários outros artigos que vale apena conferir pelo seu teor cultural.

Conversei com Antonio Medeiros o mesmo concedeu uma breve entrevista que segue abaixo.
Ouve um Pequeno discurso feito pelo Ex Deputado Betinho Gomes que compareceu para homenagear o evento
Minhas conclusões diante do que eu encontrei em relação ao nome de Pinzon este Grande Navegador, ambas as entidades seguem um rumo meio incerto de acordo com que se propõem, de um lado a fundação Pinzon comandada pelo Grupo de Cabral quebra todos os paradigmas em relação a cultura aqui no Cabo onde através de um interesse escuso eleitoreiro monta-se uma Radio para chamar de minha do outro os Elias não consegui ainda entender qual será a sua verdadeira proposta .
Diante desta matéria Recebi vários email e telefonemas dizendo que eu estava fazendo comparação entre os dois institutos.
A comparação foi feita entorno de Vicente Yanes Pinzón e digo fiz por que este nome merece respeito em tudo que ele representa ao Cabo de Santo Agostinho e não poderia deixar de falar que as duas entidades tem proposta diferentes da qual o Nome de Vicente Yanes Pinzón deveria ser Respeitado.
De um lado encontrei uma Fundação Vicente Pinzon que é comandada pelo Grupo de Cabral basta ver a Matéria Vicente Pinzon uma Entidade atrás do Radio
De outro Lado o Instituto Cultura Vicente Pinzon Comandada por um Grupo da Oposição o que não vislumbrei qual seria sua verdadeira proposta é bom Lembrar que A história do descobrimento do Brasil precisa ser recontada como ela realmente aconteceu e não como querem que ela tenha acontecido. Com todo o respeito a Pedro Álvares Cabral, não foi ele o primeiro europeu que pisou no Brasil: foram dois espanhóis, Vicente Pinzón e Diogo de Lepe. O primeiro na ponta do Mucuripe, em janeiro de 1500 e o segundo, um mês depois, no cabo de Santo Agostinho, perto do Recife. Referidas viagens estão provadas através de documentos guardados no Arquivo Geral das índias, em Sevilha, na Espanha, como observa o jornalista Rodolfo Espínola que estuda esse assunto cerca de 20 anos, tendo publicado, inclusive livro especifico sobre o tema – Vicente Pinzon e a Descoberta do Brasil. Seria um equivoco meu se não dar a matéria em questão o respeito e a ética que ela merece, pois o Nome de Pinzon merece todo o Respeito de minha pessoa imagine daqueles que subtraiu seu nome para colocar em entidades afins?
Se diante das minhas descobertas, elas são velhas matérias já contidas em vários site e jornais da nossa época, e cabe aqui lembrar que nem uma das entidades tem um Site ou um Endereço para comunicação e para a divulgação de suas propostas o que é um fato muito lamentável. Pois quando procuramos no Google o nome das mesmas só encontramos os indícios acima citados como de maior destaque
Veja que não sou eu que criei os fatos eles existem para todo ver e saber, pois vivemos em uma era digital onde as informações estão ao alcance de todos e deveria a Entidade Cultural Vicente Pinzon dar as devidas resposta a sociedade Cabence bem como: (quais seus projetos suas metas), pois é ainda a única que tem um caminho a seguir, Portanto o Portal Cabo fica a disposição de todos os informes que a mesma queira esclarecer.
Já a Fundação Vicente Pinzon, comandada pelo Grupo dos Cabrais está meus amigos só dará Resposta ao Ministério Publico.
Espero que o instituto possa levar o nome de Pinzon como uma forma divulgadora de um fato tão importante para a historia do Cabo e para todos os Cabences e fazendo isso fará com que o nome de Vicente perpetue para sempre. -

As águas passaram e por curtas memórias já não lembram - E os patrimônios culturais, artísticos, históricos e turísticos do Cabo ao contrário da caravela de Pinzon que singrou mares nunca dantes navegados a caravela cultural do Cabo naufraga no mar de divergências pelo poder.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.