quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

GRAVE ACIDENTE AGORA HA POUCO EM PONTEZINHA - BR101 - ANTIGA - EM FRENTE A PASSARELA DA REDE FERROVIÁRIA, POR SINAL MAIS UMA PROVA DO DESRESPEITO DAS AUTORIDADES E EMPRESAS PÚBLICAS PARA COM A VIDA HUMANA




Muitas ambulâncias e helicóptero da PMPE socorrendo vítimas, o autor por falta de maiores informações não se qualifica a terce maiores comentários, sabe apenas que o motorista do micro ônibus ficou preso nas ferragens. 
Buscando acesso ao local do acidente tentei utilizar a a passarela que cruza a linha férrea, o que foi visto chocou!
A CBTU dá provas de como respeita a vida humana. A passarela que permite pedestres cruzar a linha férrea (linha do VLT) - Trem vestido de novo é prova que empresas públicas não dão o menor valor a vida. Não é necessário  muito comentário as fotos falaram por si.
Eis como se encontra hoje a passarela.



 Quando o pedestre não usa a passarela e sofre acidente as autoridades gritam! Mais tem uma passarela? Porque o presidente da CBTU não vem fazer um pic-nic sobre ela com seu Staff num final de semana? Afinal é uma linda vista. 
Falando em CBTU esta empresa por meio de alguns de seus engenheiros e encarregados em reunião nos escritórios da construtora SAM, (Doutores "é melhor qualificar assim" tem gente que acha que tem rei na barriga e caga ouro - Doutor Leonardo "SAM" Doutor Café "CBTU") que desenvolvem as obras de duplicação da linha deram provas que aprenderam com os chefes Exu de Nove Dedos “Lula” e sua marionete, prometer e não cumprir. Promessas foram feitas ao Conselho Social dos Moradores de Pontezinha que doariam computadores e máquinas para serviços na comunidade como contrapartida pelos incômodos, danos causados, poeira, etc etc. nunca cumpriram. É lei contrapartidas. A CBTU e a SAM indenizaram a destruição de áreas e mangue, estradas esburacadas por suas máquinas e caminhões, pelas doenças respiratórias causadas pela poeira produzida por seus caminhões?
Que se saiba nenhuma e as promessas ficaram apenas nisso, promessas.
Se nosso povo fosse mais politicamente educado a construtora não trabalharia mais nenhum dia sequer, seus caminhões seriam proibidos de sair do canteiro de obras, suas máquinas paralisadas e o material sequestrado até darem demonstrações de respeito a comunidade.  
Radical? Não!
(81) Alberto Figueiredo - (81) 8840.1046

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.