quarta-feira, 24 de setembro de 2014

MINHA MODESTA CONTRIBUIÇÃO AOS CANDIDATOS EM TODOS OS NÍVEIS, DE GOVERNADOR A ESTADUAL E DE TABELA AOS BABA!

Deem-me a hora de representar nossa comunidade, nossa cidade ou nosso estado, sempre trabalhei em benefício das classes menos favorecidas, apresentei centenas de projetos, a melhoria de vida é uma prioridade.
O idiota, o autor desse blog apresentou este projeto a um bocado de anjos da guarda dos mais carentes, não interessou a ninguém.
Se fosse liberação de verba para shows de brega ou funk, ele moveriam o mundo para conseguir esta verbas, um projeto desses, tem que ser abraçado por políticos honrados e honestos que realmente trabalhem para suas comunidades e cidades.
Nossa comunidade tem baixo poder aquisitivo uma ou duas usinas dessas ajudaria reduzir os custos de vida de muita gente, mais não! Nossos grandes representantes estão ocupados dando nome a ruas e títulos de cidadania.
O Cabo tem representantes deputados eleitos com muitos dos votos de Pontezinha, agora estão nas ruas pedindo novamente votos, mais Pontezinha, esta que eles dizem amar não tem Banco, posto de pagamento, sequer um caixa aqui, não tem médico 24 horas, não tem segurança (uma viatura é muita coisa). Não temos NISC - Núcleo Integrado de Segurança Cidadã, não possui áreas de lazer, não é contemplado com programas sociais votados a jovens e idosos, não tem sequer uma academia pública.
Agora na hora de pedir votos todos farão tudo, todos são santos e defenderão nossos interesses acima de tudo (desde que não atinja os bolsos deles), qual desses ilustres candidatos tem capacidade para apresentar um projeto como este? Dinheiro não falta não dá para pagar toas as mordomias e safadezas dos cargos, então! Vai aparecer algum? Pode até aparecer, agora que viram, podem fazer disso um chamariz de votos. Só que sendo agora, a primeira coisa será provar que realmente são incapazes, desqualificados, desonestos, não passam de ratos interessados apenas em passar mais quatro anos mamando nas tetas da vaca popular. Tenham vergonha, façam alguma coisa de real interesse e benefício para o povo que assinou sua carteira de trabalho, mesmo que seja para trabalhar duas horas dois dias por semana.
Ai vai cambada de cagão, uma coisa que  ajudaria muito no orçamento de centenas de famílias que dia 05 de outubro darão a vocês de presente quatro anos comendo, dormindo, tomando whisky com as negas  com nosso dinheiro, sem fazer força. E como é de costume podem dizer que foi ideia de vocês, afinal vivem mesmo é disso, mentir, sacanear, enfiar a mão no dinheiro do povo. ANTES DE TUDO! QUALQUER UM QUE ACHAR QUE ESTOU FAZENDO REFERENCIA EM PARTICULAR A ALGUMA EXCELENCIA, PODE ME PROCURAR, DIGO A MESMA COISA NA CARA, AFINAL QUEM TEM MORAL ILIBADA E ÉTICA PARA TANTO?      
                         
Vaca mecânica

Equipamento permite a transformação dos grãos de soja em bebidas e alimentos mais nutritivos
Setembro/2002
Edição 34
 
A mini-usina de produção tem descascadeira,
pré-aquecedor, processadora, ultra pasteurizador,
pré-resfriador, resfriador e embaladeira

As propriedades nutricionais dos grãos de soja a cada dia conquistam novos adeptos em todo o mundo. Ricos em proteínas (praticamente o dobro da quantidade encontrada nas carnes vermelhas), muito mais que uma opção para aqueles que excluem as carnes de suas dietas, estes grãos se constituem numa solução para o problema da desnutrição. Por intermédio de uma mini usina de produção conhecida como “Vaca mecânica”, é possível produzir não só leite e bebidas lácteas a base de soja como também um tipo de queijo chamado de Tofu.
Uma das empresas que coloca a “Vaca mecânica” à disposição das prefeituras, cooperativas e associações é a Perfecta Curitiba. A empresa empregou toda a tecnologia de ponta existente no mercado, incluindo as mais recentes técnicas desenvolvidas pelo Instituto Internacional da Soja (Intsoy), da Universidade de Illinois nos Estados Unidos. O resultado foi um aparelho fácil de operar, funcional e com um processo totalmente automatizado, que recebeu o nome de Multivaca Altomatic Perfecta.
Ela é formada por uma descascadeira, pré-aquecedor de soja, unidade processadora, ultra-pasteurizador, pré-resfriador, resfriador e embaladeira. Para a produção do leite e das bebidas lácteas os grãos de soja são submetidos a um processo de cinco etapas. A primeira é a descascagem, onde os grãos são quebrados ao meio e totalmente descascados. Depois vem o pré-cozimento quando os grãos são imersos em água quente, por 10 minutos, numa temperatura de 100º C, para eliminar a enzima lipoxigenase, que dá o gosto amargo. A terceira fase é conhecida como unidade básica; nela a soja hidratada a quente, é triturada por processo contínuo, obtendo-se o leite de soja. É neste momento que se incorporam automaticamente os aditivos, caldas e sabores, através da bomba dosadora. Desta etapa, sai o extrato hidrossolúvel -o leite de soja - e o resíduo que é chamado de Okara.



Com o resíduo obtido na extração
do leite de soja pode-se fazer pães



A quarta etapa é a ultra-pasteurização. Nela, o leite que sai da unidade básica entra no processo atingindo 120º C durante dois minutos e logo após é pré-resfriado e resfriado para 8º C, num processo fechado e contínuo para eliminar todos os microorganismos, processando a esterilização do leite. Feito isto, a última etapa é a da embalagem. O leite que sai direto da ultra pasteurização, segue para a embaladeira, sem qualquer contato manual, para evitar contaminação.
Com o resíduo obtido após a extração do leite de soja - o Okara pode-se fazer pães, macarrão, sopas, mingaus, biscoitos, hambúrguer, pé-de-moleque, sorvete, frapês e granolas. Vale ressaltar que a utilização do Okara reduz aproximadamente em 30% os custos dos produtos, sem considerar a melhora nutricional.
Para fazer o queijo Tofu, diferente do leite de soja, os grãos no primeiro estágio não entram em contato com a água quente, eles ficam de molho na água fria por um tempo médio de 7 horas, em seguida são levados para a unidade básica da “Multivaca” onde os grãos são triturados. Dessa trituração se extrai o leite especial para Tofu. Depois ele é ultra-pasteurizado e mais tarde fervido numa temperatura mínima de 80º C. Após isto adiciona-se o coagulante, que faz o leite coalhar. Daí o leite é colocado num recipiente próprio e prensado, nos moldes dos queijos tradicionais.
Algumas prefeituras como as de Curitiba e do Recife utilizam este equipamento para atender os beneficiados por programas de nutrição de pessoas de baixa renda. Segundo estas prefeituras os alimentos obtidos pela Multivaca têm ótima aceitação.
ENTENDERAM, BUNDÕES O QUE É UM PROJETO VOLTADO PARA MELHORIA E REDUÇÃO DE CUSTOS DE VIDA? 
DEPENDENDO DA QUANTIDADE A SER PRODUZIDA UMA USINA VARIA ENTRE 30.000,00 E 250.000,00, PARA UM MUNICÍPIO QUE GASTA TODOS OS MESES R$1.100.000,00 APENAS PARA MANTER UMA TURMA DE TRABALHADORES GANHANDO R$30.000,00 MÊS PARA TRABALHAR DUAS HORAS DOIS DIAS POR SEMANA, NÃO É NADA.   MAIS NINGUÉM FEZ E NINGUÉM FARÁ, TODO CONHECIMENTO E FORÇA LABORAL ESTA EM ANCHER OS BOLSOS
.
AGORA VAMOS ESPERAR PARA VER QUAL A PRIMEIRA EXCELENCIA OU BABA OVO QUE VAI  PROTESTAR, AFINAL CAPACIDADE A GENTE VÊ POR AQUI, AGORA!

Um comentário:

  1. Caro Alberto Figueiredo, excelente matéria, mas o pessoal que vive nos grandes centros e próximos deles, não tem essa visão. São verdadeiros míopes para assuntos que minimizem o sofrimento de um povo.
    Parabéns!

    Ricardo Andrade Cal de Pontezinha

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.