sábado, 6 de julho de 2013

MINHA QUERIDA TERRA ESQUECIDA

P O N T E Z I N H A
Pontezinha é vista pela classe política como deposito de votos, seis meses antes de qualquer eleição os urubus sobrevoam nossa comunidade e vão baixando com a proximidade delas, Pontezinha é boa de voto, já elegeu filhos prefeitos e vereadores como recompensa recebeu esquecimento e migalhas, apenas para manter os eleitores vivos


Para quatro anos depois poderem chegar ás nossas casas pedindo “A honra de representar-nos”, desde que recebam alguns milhares de reais para isto.


Vamos fazer um cálculo simples:


Um vereador do Cabo de Santo Agostinho deve receber hoje algo em torno de R$6.000,00, claro todos nos sabemos que nenhum recebe apenas isto. Por fora existe o mensalinho, as mordomias; não adianta enumerar são dezenas de benefícios que recebem pela “honra de representar e fiscalizar o executivo em nome do nosso povo”.


Vamos simplificar, vamos arredondar este valor para R$10.000,00 mês, (não chega nem perto). Vamos as nossas contas.


R$10.000,00 x 12 x 4 = R$480 mil reais durante os quatro anos de mandato, então, por favor, alguém me explique como alguns deles gastaram mais de R$500 mil reais na campanha e daqui a quatro anos vão sair de lá (ou permanecerem), ricos?


Bem! Isto é outra coisa, vamos ao que interessa.


Muitos desses honrados representantes do nosso povo, já estão se articulando para as eleições de 2014 e para a provável emancipação de Ponte dos Carvalhos a categoria de cidade.


Nós cidadãos de Pontezinha, passamos todos estes anos como rabo do Cabo de Santo Agostinho e agora poderemos ser elevados a categoria de rabo de Ponte dos Carvalhos, TRABALHANDO PARA SUSTENTAR MAIS VEREADORES, MAIS ASSESSORES, MAIS CARGOS COMICIONADOS, MAIS ASPONES.


Mas vamos analisar:


Pernambuco tem 186 municípios destes 122 tem população menor que Pontezinha, no entanto Pontezinha não existe é somente um pedaço de terra querido por quem nela vive e como disse acima um deposito de votos tão paparicada nas campanhas que existem candidatos que instalam postos médicos, colocam veículos para fazer socorro de doentes suprindo a falta de ambulâncias, fazem relevantes protestos criticando os gestores do momento então porque estes ilustres representantes do nosso povo, (Pontezinha como sabemos, doaram seus votos aos representantes de fora da comunidade, por isto sem voz), não exigem que se estabeleçam os limites territoriais de Pontezinha, porque não exigem nossa inclusão no mapa do Estado de Pernambuco, porque até hoje nossos tão dedicados representantes até hoje não conseguiram que o governo municipal ou estadual ao invés de fechar o posto da PMPE não instalaram delegacias; de polícia, do idoso, do adolescente, da mulher, porque estes tão dedicado$, senhores muitos reeleitos nunca conseguiram para Pontezinha uma agencia bancária, Porque nossas ruas são taboas de pirulito, nossa iluminação pública assemelha-se a lamparinas, porque, trinta mil habitantes não são assistidos por um posto médico 24 horas, porque não temos uma área de lazer digna, porque a única manifestação cultural que temos é tão desprezada, porque artista não recebem incentivos com um espaço cultural, porque nossas entidades sociais são relegadas,?


Simples! Nós não nos valorizamos, nós não somos uma comunidade, somos desunidos, todos gritamos “separadamente” e nossos gritos não são ouvidos, não é época de eleição e, se fosse os mercenários de fora seriam muito mais bem recebidos que um filho da terra. Porque não conseguimos enxergar a diferença entre trabalho social e assistencialismo.


Somos os maiores culpados de tudo, ou melhor, do nada que recebemos.


Não conhecemos nossa força porque nunca nos unimos.


Costumo exemplificar nas reuniões do Conselho Social dos Moradores de Pontezinha a Associação dos Moradores do Morro da Conceição, um ofício pedindo um benefício para a comunidade é atendido o mais rapidamente possível, sabem por quê? São mais de 3.000 associados que pagam mensalidades, a Associação mantém cursos, realiza passeios, assiste idosos, mantém programas sociais em parceria com comerciantes locais, e a bem da verdade o que deixa qualquer político como ... na mão são 3.000 votos que possa perder.


Então por que nossos ilustres representantes que daqui a quatro anos nos procurarão novamente para continuarem “mamando” não fazem um estudo para que Pontezinha passe a constar nos mapas, ser visto pelos governos Estadual e Federal como um lugar que existe?


Quando lutava pelo estabelecimento do CEP de Pontezinha pedi ajuda de vereador a senador, nada, cheguei inclusive a ter um pega com o senador Marco Maciel que certa vez me telefonou dizendo a dificuldade já que naquele momento era oposição. Perguntei: Senador o senhor conhece Pontezinha?


Respondeu-me; claro já fiz comício lá.


Eu rebati: Então o senhor deve fazer uma avaliação melhor, pois não pode ter estado num lugar que não existe, mostre-me no mapa, do Brasil, do Estado onde fica Pontezinha. A resposta foi o telefone na cara.


O estabelecimento de CEP para de Pontezinha e Ponte dos Carvalhos por ruas, foi liberado sem que nenhum político possa dizer que ajudou, se dizer é mentiroso (coisa normal na raça).


Então porque não fazem um estudo para viabilizar a emancipação de Pontezinha à categoria de cidade?


Vejamos um exemplo:


São Vicente Férrer – POPULAÇÃO – 17.000 Hab.IBGE/2010


Tem escola(S)
*Escola Municipal Maria Brígida Guedes;


*Educandário Tércio Correia;


*Educandário Renascer;


*Educandário Adelino Silva;


*Educandário Estrela Guia;


*Educandário Criança Feliz;


*Escola Municipal Maria Amalia;


*Escola Municipal Maria Brigida Guedes;


*Escola Mul Feliciano Alves De Araujo;


*Escola Municipal Maria Brigida Guedes;


*Escola Municipal Jose Alves De Araujo;


*Escola Carolina Figueira Lins;


*Escola Mul Ana Pessoa De Vasconcelos;


*Creche Comunitária Haydee De Andrade;


*Escola Municipal Santa Elisa.- fonte IBGE


Delegacia-Posto policial, postos médicos, agencia da Caixa, dos Correios e do INSS


Com 17.000 habitantes, temos 30.000 e não temos nada.


Será que não pagamos impostos ou pagamos menos que os vicentinos?


O que mais nos falta é: UNIÃO, SENTIDO DE COLETIVIDADE, EDUCAÇÃO CIDADÃ, E RESPONSABILIDADE SOCIAL.


É HORA DE COBRANÇAS, ENTÃO COBREMOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.