sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

APENAS PARA COLOCAR PONTOS NOS IS!

E PROVAR QUE ESTOU CERTO, QUE NEM TODO FDP É PETISTA MAS, TODO PETISTA É, RAZÃO:
QUEM SE PASSA A DEFENDER UMA CORJA TÃO DESCARADA TAMBÉM É!

"COMO SEI DISSO? É BOM TER AMIGOS ANTENADOS, OBRIGADO PAULO!"




POUCA GENTE SABE DISTO,VAMOS ESCLARECER A COISA.

ACREDITE SE QUISER:

O PAULO BERNARDO - MINISTRO DAS COMUNICAÇÕES É MARIDO DA
SENADORA GLEISI HOFFMANN - CHEFE DA CASA CIVIL.

O GILBERTO CARVALHO - SECRETÁRIO GERAL DA PRESIDÊNCIA É IRMÃO DA
MIRIAN BELCHIOR, MINISTRA DO PLANEJAMENTO.

ESSA MIRIAN BELCHIOR JÁ FOI CASADA COM O CELSO DANIEL,
EX-PREFEITO DE SANTO ANDRÉ, QUE MORREU ASSASSINADO.
VOCÊ SABIA E NÃO CONTOU PRA NINGUÉM?

A doutora Elizabete Sato, delegada que foi escalada para investigar o processo sobre o assassinato do Prefeito de Santo André, Celso Daniel, é tia de Marcelo Sato, marido da Lurian, que, apenas por
coincidência, é filha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Exatamente: Marcelo Sato, o genro do ex presidente da República,
é sobrinho da Delegada Elisabete Sato, Titular do 78º DP, que demorou
séculos para concluir que o caso Celso Daniel foi um "crime comum",sem motivação política.

Também apenas por coincidência, Marcelo Sato é dono de uma
empresa de assessoria que presta serviços ao BESC - Banco de Santa
Catarina (federalizado
), no qual é dirigente Jorge Lorenzetti
(churrasqueiro oficial do presidente Lula e um dos petistas envolvidos
no escândalo da compra de dossiês).
E ainda, por outra incrível coincidência, o marido da senadora
Ideli Salvatti (PT) é o Presidente do BESC.
CONCLUSÃO:
"OS POVO TÁ DORMINNO. NÓIS TÁ ACORDADO. NÓIS CUMPANHERO SOMO
VERDADERAMENTE UNIDO PRA FAZÊ O QUE NUNCA ANTES FOI FEITO NESSE PAÍS"

VOTE NOS CANDIDATOS DO PT, OS TRABALHOS TEM QUE CONTINUAR, O BRASIL NÃO PODE PARAR!
IMPORTANTE: NINGUÉM QUASE SEMPRE NÃO SABE DE NADA DISTO. 

FICHA LIMPA BATALHA GANHA, GUERRA EM CURSO!


 
NOSSA LUTA NÃO TERMINOU ESTÁ CERTO!
A luta de todos os brasileiros ganhou uma batalha numa guerra infindável, o Supremo fez, ainda que com ressalvas sua parte, pois se a Lei da Ficha Limpa tivesse sido aprovada com seu texto original, aquele que 1.500.000 brasileiros assinaram, portanto, constitucionalmente legal muitos mais ratos políticos estariam inelegíveis, porém, como os ilustres deputados alteraram (o que já é um crime) este texto e mesmo assim não foi questionado ficam ainda muitos buracos abertos para que corruptos pleiteiem cargos eletivos, e públicos assim, caros amigos a luta continua e deve ser levada a cabo com muito mais garra e cobranças ainda mais contundentes.
Visto, exponho:
HOJE NO FACEBOOK - PSOL CABO
“Nossa luta não termina aqui. Vamos propor outras medidas, como a extensão das exigências da Lei da Ficha Limpa para todos os ocupantes de funções públicas e o financiamento público das campanhas, que deixarão de ser feitas com dinheiro de empresas que, depois da eleição, vão cobrar, em favores, os candidatos que ajudaram a eleger”, disse. O advogado Marcelo Lavenere, da Comissão Brasileira Justiça e Paz da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB)

E ESTÁ CORRETO A LUTA TEM QUE CONTINUAR

Bem lembrado, a luta não terminou, o PSOL Cabo, por suas próprias mãos (José Luiz) foi juntamente comigo portador na entrega da MINUTA do projeto (Ficha Limpa Municipal) que poderia ter sido apresentado à câmara, (como tivesse sido iniciativa do Vereador Ricardinho), que depois de um tempo para analise foi recusado a conselho do seu advogado. Agora é hora de saber que o apresentará ou nenhum dos vereadores do Cabo acha que exista a possibilidade desta lei ser aprovada no município?
Se eles acharem que não, restam os pré candidatos qual deles perderá o medo e apresentará o projeto na câmara visto que agora sua não aprovação em plenário deixará claro para toda a população e principalmente eleitores quem são os contra uma limpeza na gestão da coisa pública no Cabo.
Vamos lá! Tem tanta gente de qualidade, honesto, honrado que nada deve a ninguém, que não tem rabo preso com A nem B, quem será o herói?
Antecipo, já é meio caminho andado para uma eleição ou reeleição excluindo-se os podres. Lembrem-se: Contas rejeitadas também impedirão candidaturas.

ASSIM FOI APRESENTADA AO VEREADOR A MINUTA DO PROJETO DE LEI em 25/10/2011
Os cidadãos baixo assinados todos residentes e domiciliados no Município do Cabo de Santo Agostinho, imbuídos do cívico visando a moralização das gestões do erário e do quadro funcional público vêm muito respeitosamente apresentam a esta casa legislativa indicação para formulação de uma lei que disponha sobre a vedação para ocupar cargos empregos ou funções de Secretários Municipais, Ordenadores de Despesas, Diretores de Empresas Municipais, Sociedades de Economia Mista, Fundações e Autarquias do Município.
Esta que poderá ser tomada como indicação para analise e aprovação pelos nobres vereadores municipais, certos que hoje a questão "ficha limpa" será um divisor de águas, expomos os pontos que devem, a nosso ver, serem objetos de vistas e aprovação, comprovando assim o comprometimento desta casa com o povo cabense e dos membros que dela fazem parte com a moralidade, 
Assim passamos a expor:
  

Art. 1º Ficam vedados de ocupar cargos empregos ou funções de Secretários Municipais, Ordenadores de Despesas, Diretores de Empresas Municipais, Sociedade de Economia Mista, Fundações e Autarquias Municipais os que estiverem incluídos nas seguintes hipóteses que visam proteger a probidade e a moralidade administrativa:
          I - Os agentes políticos que perderem seus cargos eletivos por infringência a dispositivo da Constituição Federal, da Constituição Estadual ou da Lei Orgânica do Município, no período remanescente e nos 8 (oito) anos subseqüentes ao término do mandato para a qual tenham sido eleitos;
          II - Os que tenham contra sua pessoa representação julgada procedente pela Justiça Eleitoral, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão colegiado, em processo de apuração de abuso do poder econômico ou político, para a eleição na qual concorrem ou tenham sido diplomados, pelo prazo de 8 (oito) anos a contar da decisão;
          III - Os que forem condenados, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão judicial colegiado, desde a condenação até o transcurso, do prazo de 8 (oito) anos após o cumprimento da pena, pelos crimes de:
          a) Contra a economia popular, a fé pública, a administração pública e o patrimônio público;
          b) Contra o patrimônio privado, o sistema financeiro, o mercado de capitais e os previstos na Lei que regula a falência;
          c) Contra o meio ambiente e a saúde pública;
          d) Eleitorais, para os quais a Lei comine pena privativa de liberdade;
          e) De abuso de autoridade, nos casos em que houver condenação à perda do cargo ou à inabilitação para o exercício de função pública;
          f) De lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores;
          g) De tráfico de entorpecentes e drogas afins, racismo, tortura, terrorismo e hediondos;
          h) De redução à condição análoga à de escravo;
          i) Contra a vida e a dignidade sexual; e
          j) Praticados por organização criminosa, quadrilha ou bando;

          IV - Os que forem declarados indignos do oficialato, ou com ele incompatíveis, pelo prazo de 8 (oito) anos;
          V- Os que tiverem suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável que configure ato doloso de improbidade administrativa, e por decisão irrecorrível do órgão competente, salvo se esta houver sido suspensa ou anulada pelo Poder Judiciário, pelo prazo de 8 (oito) anos a contar da decisão;
          VI - Os detentores de cargo na administração pública direta, indireta ou fundacional, que beneficiarem a si ou a terceiros, pelo abuso do poder econômico ou político, que forem condenados em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão judicial colegiado, para a eleição na qual concorrem ou tenham sido diplomados, pelo prazo de 8 (oito) anos a contar da decisão;
          VII - Os que forem condenados, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão colegiado da Justiça Eleitoral, por corrupção eleitoral, por captação ilícita de sufrágio, por doação, captação ou gastos ilícitos de recursos de campanha ou por conduta vedada aos agentes públicos em campanhas eleitorais que impliquem cassação do registro ou do diploma, pelo prazo de 8 (oito) anos a contar da eleição;
          VIII - Os agentes políticos que renunciarem a seus mandatos desde o oferecimento de representação ou petição capaz de autorizar a abertura de processo por infringência a dispositivo da Constituição Federal, da Constituição Estadual, da Lei Orgânica do Município, pelo prazo de 8 (oito) anos a contar da renúncia;
          IX - Os que forem condenados à suspensão dos direitos políticos, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão judicial colegiado, por ato doloso de improbidade administrativa que importe lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito, desde a condenação ou o trânsito em julgado até o transcurso do prazo de 8 (oito) anos após o cumprimento da pena;
          X - Os que forem excluídos do exercício da profissão, por decisão sancionatória do órgão profissional competente, em decorrência de infração ético-profissional, pelo prazo de 8 (oito) anos, salvo se o ato houver sido anulado ou suspenso pelo Poder Judiciário;
          XI - Os que forem condenados, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão judicial colegiado, em razão de terem desfeito ou simulado desfazer vínculo conjugal ou de união estável para evitar caracterização de inelegibilidade, pelo prazo de 8 (oito) anos após a decisão que reconhecer a fraude;
          XII - Os que forem demitidos do serviço público em decorrência de processo administrativo ou judicial, pelo prazo de 8 (oito) anos, contado da decisão, salvo se o ato houver sido suspenso ou anulado pelo Poder Judiciário;
          XIII - A pessoa física e os dirigentes de pessoas jurídicas responsáveis por doações eleitorais tidas por ilegais por decisão transitada em julgado ou proferida por órgão colegiado da Justiça Eleitoral pelo prazo de 8 (oito) anos após a decisão;
          XIV - Os magistrados e os membros do Ministério Público que forem aposentados compulsoriamente por decisão sancionatória, que tenham perdido o cargo por sentença ou que tenham pedido exoneração ou aposentadoria voluntária na pendência de processo administrativo disciplinar, pelo prazo de 8 (oito) anos.
          Parágrafo único. A vedação prevista no inciso III, alínea “a”, deste artigo, não se aplica aos crimes culposos, àqueles definidos em Lei como de menor potencial ofensivo, nem aos crimes de ação penal privada, bem como àqueles que não tiveram enriquecimento ilícito com o ato administrativo praticado.
Art. 2º Ficam vedadas de ocupar os cargos em comissão da Câmara Municipal, incluídos os de assessor parlamentar e de assessor parlamentar de gabinete, todas as pessoas que estiverem incluídas nas situações previstas nos incisos do art. 1º desta Lei.
Art. 3º Esta Lei deverá entrar em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.
 Alberto Figueirêdo

AGORA nada mais existe que impeça a aprovação desta lei no município, se houvesse sido implantada na época o Cabo ficaria entre os dez primeiros a buscar moralizar a gestão pública, mesmo assim é válido, vamos lutar para implantar em nossa cidade a ficha limpa municipal.
Para que servirá?
Exemplo: Elegemos para prefeito o Sr. W, este assim que tomar posse, colocará nos cargos chaves do município pessoas de sua confiança, que podem ser íntegros ou ratos de esgoto conhecidos e nós povo nada podemos fazer, assim com a ficha limpa, pelo menos bandidos que nos roubaram ontem não terão outra oportunidade de enfia a mão no nosso dinheiro.
Para concluir, palavras sábias de João Carlos Amâncio Franco.
   Dizer que a Lei da Ficha Limpa é inconstitucional porque impede a candidatura de pessoas ímprobas e desonestas, antes do trânsito em julgado de uma sentença, é rasgar a Constituição. Afinal, se fizermos uma interpretação teológica e harmoniosa da Carta, entenderemos que, neste caso, a interpretação da Lei da Ficha Limpa, que trata de causas de inegibilidade, deve ser em consonância com a vontade de constituição do povo. E o que é a " vontade de constituição"? Vontade de constituição é, para os leigos, a interpretação popular da Constituição, e não a sua leitura Jurídica. Em outras palavras:- é a real vontade da sociedade, e não a vontade dos Poderes Constituídos, porque no fundo, quem faz a Constituição é a Sociedade, o Povo. Logo, os quatro Ministros que votaram contra, consideram-se acima daqueles que fabricaram a própria Constituição.
Com a palavra, partidos, pre candidatos, vereadores e principalmente o patrão de todos estes, o povo, vamos exigir a aprovação da ficha limpa municipal ou continuar calados vendo secretarios e gestores desviando dinheiro de escolas, saude, segurança e infra estrutura? 
Os que se acharem agredidos, podem me contatar: (81)8859.9178 -Alberto Figueiredo - Instituto Mãos Limpas Brasil - Instituto Qualicidade - Cidadão. E cabense por opção.   


      

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

UM QUE VOTOU CONTRA A FICHA LIMPA?

MATÉRIAS PUBLICADAS NO BLOG: http://albertofigueiredo.blogspot.com/
em 2010/2011

Cabe a somente onze brasileiros, homens e mulheres que compõem a mais alta corte do país, o Supremo Tribunal Federal, a nobre tarefa de proteger o espírito da Constituição da República – documento que consagra os princípios e os valores da democracia e da Justiça no Brasil.
Não é fácil tornar-se um desses defensores. O candidato precisa ser brasileiro nato, ter mais de 35 anos, exibir notável saber jurídico e apresentar reputação ilibada. O presidente da República indica um candidato. Cabe ao Senado confirmar ou rejeitar a escolha presidencial.
As acusações são extremamente graves.....merecemos saber se existem contestações, que, se não existirem...e nada for feito ,temos certeza de que o caos está plenamente instituido.
Nome: José Antonio Dias Toffoli
 Um breve histórico, para entender a "coisa"

*Currículo: "um passado não muito distante"...
- Formado pela USP
- Pós Graduação: nunca fez
- Mestrado: nunca fez
- Doutorado: também não

- Concursos: 1994 e 1995 foi reprovado em concursos para juiz estadual em São Paulo. (é estadual e não Federal, não vão confundir).
 Depois disso, abriu um escritório e começou a atuar em movimentos populares. Nessa militância, aproximou-se do deputado federal Arlindo Chinaglia e deu o grande salto na carreira ao unir-se ao PT. * Em Brasília:
- aproximou-se de Lula e Jose Dirceu; (a nata da corja que dirige o Brasil)
- que o escolheram para ser advogado das campanhas 1998, 2002 e 2006;
- Com a vitória de Lula, foi nomeado subchefe assuntos Jurídicos da Casa Civil, então comandada por José Dirceu;
- Com a queda do chefe, pediu demissão e voltou a banca privada;
- Longe do governo, trabalhou na campanha à reeleição de Lula, serviço que lhe rendeu 1 milhão de reais em honorários.
- No segundo mandato, voltou ao governo como chefe da Advocacia-Geral da União;
- Toffoli é duas vezes réu. Ele foi condenado pela Justiça, em dois processos que correm em primeira instância no estado do Amapá. Em termos solenemente pesados, a sentença mais recente manda Toffoli devolver aos cofres públicos a quantia de 700.000 reais – dinheiro recebido "indevida e imoralmente" por contratos "absolutamente ilegais", celebrados entre seu escritório e o governo do Amapá.

- Um dos empecilhos mais incontornáveis para ele é sua visceral ligação com o PT, especialmente com o ex-ministro José Dirceu, o chefe da quadrilha do mensalão. De todos os ministros indicados por Lula para o Supremo, Toffoli é o que tem mais proximidade política e ideológica com o presidente e o partido. Sua carreira confunde-se com a trajetória de militante petista – essa simbiose é, ao fundo e ao cabo, a única justificativa para encaminhá-lo ao Supremo.
POSSE: Cadeira dos sonhos

No dia 23/10/2009, ocorreu a posse, de Dias Toffoli ministro do STF ( indicado pelo Presidente Lula)
Algumas atividades como Ministro do STF.
Ao longo de oito meses no STF, ele participou de julgamentos polêmicos e adotou posturas isoladas.
- Em março, foi o único entre dez ministros que votou favoravelmente ao pedido de habeas corpus para libertar José Roberto Arruda, ex-governador do Distrito Federal.
- Em maio, votou pela absolvição do deputado federal Zé Gerardo (PMDB-CE), primeiro parlamentar condenado pelo Supremo desde a Constituição de 1988 (o julgamento acabou em 7 a 3).

- Duas semanas depois, indeferiu um pedido de liminar em habeas corpus em favor do jornalista Diogo Mainardi, em processo no qual foi condenado por calúnia e difamação. Mainardi é crítico da gestão petista e de Lula.
Na quarta-feira passada, Toffoli, que também é ministro-substituto do Tribunal Superior - Eleitoral, pediu vista de um dos processos por propaganda eleitoral antecipada contra Lula e a pré-candidata a presidente pelo PT, Dilma Rousseff. O julgamento avaliava um recurso contra uma decisão que multou os dois, nos valores de R$ 10 mil e R$ 5 mil, respectivamente, e que foi determinada pelo ministro Henrique Neves no dia 21 de maio.
VAMOS AO QUE INTERESSA....
GAZETA DO POVO
NOTÍCIAS
Data: 10/06/2010.

STF paralisa investigações criminais na Assembléia

A decisão, tomada na segunda-feira pelo ministro José Antonio Dias Toffoli, consta de uma liminar a qual a reportagem teve acesso na íntegra, com exclusividade. A suspensão da investigação tem caráter provisório e deve ser apreciada pelo plenário do STF para ser mantida ou revogada. Ainda não há previsão de quando isso vai ocorrer.

Além do trancamento da investigação, a liminar suspende também a tramitação da ação penal contra três ex-diretores da Assembleia acusados de participar de um esquema de desvio de recursos do Legislativo: Abib Miguel (ex-diretor-geral), José Ary Nassiff (administrativo) e Cláudio Marques da Silva (de pessoal). Os três foram denunciados pelos MP pelos crimes de formação de quadrilha, desvio de dinheiro público, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

Toffoli, porém, manteve preso Abib Miguel, o Bibinho. Mas isso pode mudar em breve. O ministro não concedeu a soltura de Bibinho porque a defesa dele não protocolou, no processo, a comprovação de que o ex-diretor-geral está de fato preso.

Ainda na noite de terça-feira, o advogado de Bibinho, José Roberto Batochio, anexou à ação o mandado de prisão de Bibinho e pediu a imediata libertação do cliente. Até o fechamento desta edição, o pedido de soltura de Abib Miguel ainda não tinha sido apreciado por Toffoli.

A tendência é de que o ex-diretor seja solto, já que o ministro acolheu o argumento de Batochio de que o Ministério Público Estadual (MP) não teria competência legal para investigar o caso. Toffoli entendeu que as investigações dos “Diários Secretos” são desdobramentos da apuração, pelo Ministério Público Federal (MPF) e Polícia Federal, do chamado esquema gafanhoto, que veio a público em 2008. Como o caso gafanhoto envolve deputados federais, a competência de investigação e julgamento é do STF. O Supremo já tem um inquérito aberto para investigar o caso gafanhoto

NOTÍCIAS

Data: 11/06/2010.

Supremo manda soltar Bibinho e outros dois ex-diretores da AL

O ministro José Antonio Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), mandou soltar ontem três ex-diretores da Assembleia Legislativa do Paraná (AL), detidos sob a acusação de participarem de um esquema de desvio de recursos públicos da Casa. A ordem de soltura beneficia Abib Miguel (o Bibinho, ex-diretor-geral), José Ary Nassiff (ex-diretor administrativo) e Cláudio Marques da Silva (ex-diretor de pessoal).

Até o fechamento desta edição, às 23h30, não havia a confirmação de que os acusados foram de fato soltos. A decisão de Toffoli é liminar. Ou seja, tem caráter provisório. O Ministério Público Estadual (MP), que pediu a prisão dos ex-diretores, pode recorrer da decisão ao plenário do próprio Supremo, formado por mais dez ministros.

A ordem de soltura de Toffoli também se estende ao funcionário comissionado da Assembleia Daor Afonso Marins de Oliveira – igualmente envolvido no escândalo que ficou conhecido como Diários Secretos. Oliveira, porém, nunca chegou a ser preso. Ele estava foragido.

Os quatro respondem a processo pelos crimes de desvio de dinheiro público dos cofres da Assembleia, formação de quadrilha, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. Segundo o MP, o grupo do qual eles faziam parte pode ter desviado mais de R$ 100 milhões dos cofres da Assembleia por meio da contratação de servidores fantasmas e laranjas – algo que era ocultado da população por meio de empecilhos ao acesso aos diários oficiais do Legislativo criados pela própria Casa.
NOTÍCIAS

Data: 12/06/2010.

Acenando para policiais, Abib deixa a prisão após 49 dias



Bibinho, no banco do carona de um BMW prata, deixou o quartel da PM onde estava detido cumprimentando os policiais, por volta das 16 horas



Depois de 49 dias preso, o ex-diretor-geral da Assembleia Legislativa do Paraná Abib Miguel, o Bibinho, deixou ontem à tarde o quartel do Comando Geral da Polícia Militar, no bairro Rebouças, em Curitiba, onde estava detido. Acompanhado do advogado Alessandro Silvério, Bibinho saiu do quartel por volta das 16 horas numa BMW prata acenando para policiais militares.

O ex-diretor da Assembleia é acusado pelo Ministério Público Estadual (MP) de chefiar uma quadrilha que pode ter desviado mais de R$ 100 milhões da Assembleia. O esquema consistia na contratação de servidores fantasmas e laranjas e a ocultação disso por meio de dificuldades criadas para o acesso aos diários oficiais da Assembleia.

A determinação para soltar o ex-diretor partiu do ministro José Antônio Dias Toffoli, do Su¬¬¬premo Tribunal Federal (STF). A revogação da prisão preventiva de Bibinho foi expedida na quinta-feira. A decisão também beneficiou José Ary Nassiff (ex-diretor administrativo da Assembleia), Cláudio Marques da Silva (ex-diretor de pessoal) e o ex-funcionário do Legislativo Daor Afonso Marins de Oliveira. Segundo o MP, os três faziam parte do mesmo esquema de desvio de dinheiro, que ficou conhecido como escândalo dos Diários Secretos.

Nassiff deixou ontem à tarde a sede do quartel da PM, onde também estava detido, assim como Bibinho. Já Marques da Silva, porém, continuará preso. A ordem de soltura não se estende ao mandado de prisão por porte ilegal de arma e de munição de uso restrito das Forças Armadas, encontradas em sua casa quando ele foi detido. Daor Oliveira, com a decisão do STF, deixa de ser considerado foragido pela Justiça. Ele nunca chegou a ser efetivamente preso.

Os quatro beneficiados pela decisão do ministro Toffoli foram denunciados pelo MP pelos crimes de formação de quadrilha, desvio de recursos públicos, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

Além da soltura dos três ex-diretores da Assembleia e de Daor Oliveira, Toffoli também decidiu, em caráter liminar, suspender as investigações criminais do MP e da Polícia Federal (PF) sobre as irregularidades na Assembleia Legislativa mostradas pela Gazeta do Povo e pela RPC TV na série de reportagens “Diários Secretos”. O MP vai recorrer da decisão.

Toffoli justificou o trancamento das investigações porque entendeu que as denúncias do caso dos Diários Secretos eram desdobramentos da investigação do Ministério Público Federal (MPF) e da PF sobre o esquema gafanhoto, outro escândalo de desvio de dinheiro da Assembleia.

Ficha Limpa vale para as eleições municipais de 2012

"TODO PODER EMANA DO POVO!"
ESTÁ PROVADO

O SUPREMO PROVA QUE SE O POVO BRASILEIRO TIVER VERGONHA NA CARA AINDA SE PODE SALVAR O BRASIL, BASTA JOGAR NO LIXO OS POLÍTICOS SAFADOS.

OLHA NÓS AI POLITICADA SAFADA, O BICHO VAI PEGAR!
OLHA AI POVO! SE NÃO VOTAR EM POLÍTICO PROCESSADO, AQUELES BONZINHOS QUE DÃO OU PROMETEM DE EMPREGO A DENTADURA, PODE SER QUE EM OITO ANOS O POVO BRASILEIRO TENHA DIREITO A TUDO QUE LHES É DEVIDO E QUE HOJE VAI PARA OS BOLSOS DOS SAFADOS.

COM A PALAVRA A IMPRENSA CABENSE, QUANDO VAMOS TER OS NOMES E CRIMES COMETIDOS PELOS NOSSOS PRÉ CANDIDATOS? 
SE NÃO DIVULGAREM EU DIVULGO ASSIM QUE TIVER ACESSO 

E AI VEREADORES DO CABO, AGORA PODEMOS APRESENTAR A LEI DA FICHA LIMPA MUNICIPAL IMPEDINDO GESTORES, SECRETÁRIOS E FUNCIONÁRIOS SUJOS DE TEREM EMPREGOS PAGOS POR NÓS?
O PROJETO ESTA COM O VEREADOR RICARDINHO, EU ENTREGUEI EM MÃOS, NÃO FOI À FRENTE PORQUE O ADVOGADO DELE ACHOU MELHOR (MESMO QUE NADA TIVESSE A VER, ESPERAR O JULGAMENTO DO FICHA LIMPA), ENVIEI TAMBÉM PARA OUTROS PRÉ CANDIDATOS NINGUÉM QUIZ APRESENTAR NA CÂMARA, NÃO SEI O POVO, MAIS EU ESTOU ESPERANDO PARA VER QUEM É QUEM!

 
A maioria dos 11 ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) já se manifestou favoravelmente (por 6 a 1) à aplicação dos principais pontos da Lei da Ficha Limpa a partir das eleições municipais de 2012. Com o voto do ministro Ayres Britto, favorável à validade da lei, a constitucionalidade da norma alcançou a maioria dos votos dos ministros. O julgamento continua. Até o momento, apenas o ministro Antonio Dias Toffoli votou parcialmente contra a lei.
Ministros voltam a se reunir hoje para definir prazo de validade da lei(Josè cruz)
O julgamento foi suspenso ontem (15), com placar de 4 votos a 1 a favor da principal inovação da lei, que é a inelegibilidade, por oito anos, de políticos condenados criminalmente por órgão colegiado.

Apesar de já ter sido discutida de forma pontual no STF, a Lei da Ficha Limpa só passou a ser analisada integralmente em novembro passado, a partir de uma ação proposta pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Ainda em 2011, votaram pela constitucionalidade da lei o relator Luiz Fux e o ministro Joaquim Barbosa. Fux apenas propôs descontar do período de inelegibilidade de oito anos o período entre a primeira condenação por órgão colegiado e a decisão final, para que o impedimento do candidato não seja muito longo.

Com os dois votos favoráveis, o julgamento foi suspenso em dezembro por um pedido de vista do ministro Antonio Dias Toffoli. Ao trazer o assunto de volta ao plenário, ontem (15), Toffoli votou contra a inelegibilidade por condenação criminal de órgão colegiado. Ele defendeu a tese de que só deve ficar inelegível o político que tiver condenação definitiva, sem possibilidade de recurso.

Já a ministra Rosa Weber, que assumiu a cadeira na Corte recentemente, deixou claro que tinha total afinidade com os avanços moralizadores da norma e votou pela manutenção integral da lei. A ministra Cármen Lúcia também reforçou a defesa da Lei da Ficha Limpa, mas, assim como Fux, defendeu o desconto do período entre a primeira condenação e a decisão final da Justiça do prazo de inelegibilidade.
CONTINUANDO MINHA CAMPANHA PRÓ PT E ALIADOS EIS MAIS ESTA CONTRIBUIÇÃO- AUTOR DO BLOG.
RETIRADO DO BLOG: A CASA DA MÃE JOANA O PUTEIRO NACIONAL.
APENAS RESPONDAM OS QUE NÃO ACHAM QUE É ASSIM QUE ESTA AGINDO O PT, POIS DECERTO SÃO ALIADOS E É A ELES(AS) MESMO QUE QUERO FALAR, SE EU PUDER, POIS, É MUITO DIFÍCIL FALAR PARA...  
Com inspiração em dois comentários do Anônimo,
surgiu uma pesquisa sobre a Estratégia de Gramsc.
(Adoraria saber quem é, afinal o trabalho se deve a ele).

“...essas fitas que você tanto estima são o distintivo da escravidão. Será que você não compreende que liberdade vale mais do que laços de fita?””
Trecho de A Revolução dos Bichos
Hegemonia Gramsciana
Renildo Queiroz

Gramsc era filósofo, cientista, ativista político e comunista. Passou anos na cadeia, tempo que aproveitou para elaborar sua estratégia, a instauração de um regime comunista em países democratas com economia relativamente estáveis.

COMO IMPLANTAR
O REGIME COMUNISTA
A implantação do regime comunista não poderia se dar pela força. Deveria se infiltrar de maneira lenta e gradual, por via pacífica, legal e constitucional, sem que jamais declarassem que isso estava sendo feito.

Como fazer, de acordo com Gramsc,
e o que está acontecendo no nosso país:
Usar a maioria da população - os incautos, como vem fazendo o PT;
- Entorpecimento de consciências - as benesses governamentais vem fazendo esse trabalho ao distribuir falsas vantagens aos mais necessitados ao invés de lhes proporcionar instrução;

- Massificação da sociedade com propaganda subliminar, imperceptível – campanha insistente e mentirosa com auto-elogios. 
- Criar a supremacia de um povo sobre outros, a chamada hegemonia – vemos esse tipo de coisa principalmente na guerra que vem sendo orquestrada há anos, mostrando aos mais necessitados que todos os seus problemas são causados por classes mais abastadas: “quem tem dinheiro é mau, quem não tem é bom” (olha a Revolução dos Bichos aí). Alguns podem alegar que sempre houve hegemonia, só que ao contrário, argumento inaceitável . Quem quer o bem do país e do seu povo não estimula nenhum tipo de briga entre classes.
- Ocupar espaços - além de "espalhar por cargos públicos, o PT vem açambarcando o domínio da maior parte das classes sociais, se mostrando como um grande pai, o Big Brother do livro 1984 de George Orwell .
- criar uma mentalidade uniforme em torno de determinadas questões, fazendo com que a população acredite ser correta esta ou aquela análise das situações. Como vemos em casos como desarmamento, aborto, movimento gay, preconceito, políticas sociais, aceitação do caráter social de movimentos comprovadamente guerrilheiros (FARC, MST, MLST, MIR, ETA, etc.) Objetivo: destruir, por completo, os valores e idéias de cada indivíduo isoladamente. AO SE SENTIREM OBRIGADOS A PENSAR DA MESMA FORMA, ACABAM SE CONVENCENDO DO QUE NORMALMENTE NÃO ACREDITARIAM.
**
“São criadas diversas delegacias especializadas, mais conselhos, mais isso e mais aquilo,
para controlar e fiscalizar as ações de cidadãos, antes livres.”
É o que vemos agora e ainda ‘aplaudimos’. O governo controla o cidadão através de leis e normas tão simpáticas que são consideradas até indispensáveis, como no caso da lei que proíbe o cidadão de beber antes de dirigir, como se ele não fosse capaz de gerir sua própria existência. Caso não seja capaz, é bem mais simples e menos mal intencionado lançar fortes campanhas para ensinar o óbvio. Temos ainda o caso da lei que proíbe a palmada como se todos os pais precisassem de rédeas para não se tornarem torturadores de criancinhas. E todos acatam com uma salva de palmas!
*
O artigo Hegemonia Gramsciana foi escrito por Renildo Queiroz, Consultor Técnico em Biotecnologia Molecular, Escritor e Analista socio-político-econômico. Este artigo precisa ser lido por completo para comparar e ver qual é nossa verdadeira realidade.
Abaixo outros trechos
que comparam o método de Gramsci
com o que vem fazendo o PT

Causa Liberal (causaliberal.com.br) -

As diretrizes seriam indicadas pelo partido (o intelectual coletivo), que as disseminaria pelos formadores de opinião, como professores, jornalistas e a mídia, o mercado editorial (autores). Todos eles estariam encarregam de distribuir as idéias entre a população e as diretrizes interessantes ao partido.
Uma vez superada a opinião que essa mesma sociedade tinha a respeito de várias questões, atinge-se o que Gramsci denominava superação do senso comum, que outra coisa não é senão a hegemonia do pensamento.
Cada um passa a ser um ventríloquo a repetir, impensadamente, as opiniões que já vêm prontas do forno ideológico comunista.
“...E quando chegar a hora de dizer: “agora estamos prontos para ter realmente uma democracia” (que, na verdade, nada mais é do que a ditadura do partido), aceitaremos também qualquer medida que nos leve a esse rumo, seja ela a demolição de instituições, seja ela a abolição da propriedade privada, seja ela o fim mesmo da democracia como sempre a entendemos até então, ...”
Hitler não foi eleito pelo povo
e passou a ditar normas legais
A superação do senso comum: povo não tem forças para ir às ruas exigir providências, até porque, anestesiado, nem sente mais qual sua verdadeira necessidade.
... hegemonia gramsciana, utilizada pelo PT que inculcou em todos os cidadãos a crença de que os sem-terra foram massacrados, pela Polícia 3Militar em Eldorado do Carajás, no Sul do Pará, quando na verdade a fita de vídeo original, contendo a gravação do episódio, mostrava claramente que eles agiram em legítima defesa diante de um número muito maior de sem-terras que, armados com foices, enxadas e até mesmo revólveres (como aparece naquela fita), avançou para cima dos policiais.
...espalhar a crença de que os fazendeiros são todos uns malvados e escravizadores de pobres trabalhadores indefesos, servindo, assim, de embasamento para que, em breve, o direito à propriedade seja eliminado da Constituição, se mas terras for encontrado algum tipo de trabalho escravo, cuja definição legal nem mesmo existe.
... forçou todos os brasileiros a imaginar que o Brasil é um país racista, a despeito de contar com o maior número de mulatos do planeta e de jamais ter sido registrado um único caso de desavença entre negros e brancos por causa da raça, como acontece nos Estados Unidos e na África do Sul.
É exatamente isso que permite que aceitemos, como a coisa mais natural do mundo que se chame de chacina a morte de dois ou três sem-terras, enquanto que a morte de dois ou mil fazendeiros continuará sendo chamada de morte, simplesmente.
... como encontrar forças com tamanho rolo compressor a aplainar toda e qualquer opinião sobre o que quer que seja? Daí a facilidade com que chavões do tipo justiça social, cidadania, construção de uma sociedade justa e igualitária, direitos humanos, etc., que só servem para estimular a velha luta de classes proposta por Marx e Engels ...
A outra técnica Gramsciana, amplamente utilizada pelo PT, é denominada de ocupação de espaços. ... a nomeação de mais de 20 mil cargos de confiança pelo PT, em todo o território nacional ...
Não foi à toa que o presidente Lulla, colocou nos ministérios vários derrotados pelo povo nas eleições estaduais e municipais como: Olívio Dutra, Tarso Genro, Humberto Costa, além de outros que de há muito estão comprometidos com o Comunismo, inclusive com vinculações internacionais. Basta ver como e o quê aconteceu e acontece no Foro de São Paulo e no Fórum Social Mundial, bem como quem são os seus patrocinadores e entidades integrantes, sabidamente criminosas. 
Basta olharmos, com olhos críticos, as últimas eleições, para percebemos que tudo não passou de um jogo de cartas marcadas, pois, acima da disputa entre os candidatos, estava a intenção da esquerda em se manter ´hegemônica...
O que é ainda mais demonstrativo do atual avanço da Revolução Gramscista, utilizada pelo PT, no Brasil, é que a consciência individual está sendo substituída pela idéia do politicamente correto...
NÃO ADIANTA APENAS LER O QUE JÁ SABEMOS.
PRECISAMOS PASSAR ADIANTE, PRINCIPALMENTE
PARA PESSOAS POUCO ESCLARECIDAS.
ESTE É O NOSSO PAPEL.