sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

CONCORDO COM O MINEIRO, POR ISSO REPASSO, PORÉM ...

Rômulo Halliday

"RESPOSTA DE UM MINEIRO AO PEDIDO DE CARIOCAS NO "VETA, DILMA" SOBRE OS ROYALTIES DO PETRÓLEO.

Minas Gerais carregou o Brasil e a Europa nas costas durante 150 anos, nos ciclos do ouro e diamante! Ficaram para os mineiros os buracos e a degradação ambiental! Depois veio o ciclo do minério de ferro, até hoje principal item da pauta de exportações brasileiras, que rendeu ao Rio de Janeiro uma das maiores indústrias siderúrgicas do Brasil, a CSN, e a sede da VALE. Curioso é que o Rio de Janeiro não produz um único grama de minério de ferro, mas recebeu a siderúrgica rendendo impostos e gerando empregos e a sede da mineradora recebendo royalties de exploração de minério. Mais uma vez Minas Gerais carregando o Brasil nas costas e, de vinte anos para cá, ajudada pelo Pará em razão das reservas de minério de ferro descobertas nesse Estado. Outra vez ficam para os mineiros e paraenses os buracos e a devastação ambiental. Isso sem falar da água; quem estudou geografia sabe que Minas Gerais é a "caixa d'água do Brasil", aqui nascem praticamente todos os rios responsáveis pela geração de energia hidráulica e, embora a usina de FURNAS seja em MG, a sede é no Rio. Me causa estranheza essa posição de alguns cariocas/fluminenses, pois toda riqueza do subsolo, inclusive marítimo, pertence à UNIÃO. Ao contrário do ouro, do diamante e do minério de ferro que estão sob o território mineiro, as jazidas do pré-sal estão a 400 quilômetros do litoral do Rio do Janeiro e nenhum Estado Brasileiro, inclusive o RJ, tem recursos aplicados na pesquisa, exploração e refino de petróleo, pois todo dinheiro é da UNIÃO que é a principal acionista da PETROBRAS. Acho piada de mau gosto quando esses políticos fluminenses falam em "Estados produtores de petróleo" sabendo dessas características da exploração do petróleo e dos eternos benefícios que o RJ recebe, tais como jogos panamericanos, olimpíadas etc. Acho um absurdo ver crianças de outras regiões mais pobres do Brasil estudando em salas de aula sem luz, sentadas duas ou três numa mesma cadeira, quando há cadeira, enquanto que a prefeitura de Macaé/RJ gasta, torra, esbanja, joga fora dinheiro pintando de cores berrantes passeios públicos! Proponho que todos brasileiros dos outros Estados façam o protesto SANCIONA, DILMA e mandem e-mails para seus deputados e senadores para acompanhar de perto essa questão do pré-sal. É como disse certa vez um compositor, cujo nome me esqueci, "o Rio de Janeiro é um Estado de frente para o mar e de costas para o Brasil". Sérgio Cabral, vá te catar! SANCIONA, DILMA.
 
Obs: Única discordância: Não é vai te catar Sergio Cabral, é vai tomar no FULECO sergio cabral, gente desse tipo não tem nome próprio portanto não se escreve com letras maiúsculas!


Estou até de acordo com o mineiro e outros brasileiros, sou favorável a divisão, porém e como sempre, os brasileiros tendem a olhar apenas para onde a raça podre, quer que olhem. As jazidas de ferro de Minas e do Pará, as água de Minas, o ciclo do ouro e do diamante.

MINAS EM ARAXÁ

Será que estes mineiros tão sábios, sabem que o que se retira de ferro, dos dois Estados juntos, não é nada se levado em conta o que se retira em NIÓBIO? Será que pelo menos sabem o que é isto? Quantos entre os vereadores, deputados estaduais, sabem o que é isso, 1%? Estou começando a perder a noção ou me tornando mentiroso pensar que 1% desses FDP sabem o que é isto, se grande parte deles não sabem sequer apontar no mapa do Brasil os Estados da Federação.

É por isto que estes FDP ladrões que estão no poder, ao lado dele em parceria com ele, vez por outra fazem um alarde sobre alguma coisa. O petróleo do pré sal não é nada se comparado ao valor sobre o que se extrai, contrabandeia e rouba em NIÓBIO.
Estamos perdendo cerca de14 bilhões de dólares anuais, e vendendo o nosso nióbio na mesma proporção como se a Opep vendesse a 1 dólar o barril de petróleo. Mas petróleo existe em outras fontes, e o nióbio só no Brasil; podendo ser uma outra moeda,  a nossa moeda.
 
REPASSAR eu vou! Parabéns ao mineiro que reclama com razão e merecido apoio maciço dos brasileiros, porém olhem melhor para o todo, não deixem que os ilustres FDP que elegeram e elegem continuem roubando o "OURO DOS BRASILEIROS" enquanto provocam brigas por causa de produtos de segunda e lembranças do passado.
O publicitário Marcos Valério, na CPI dos Correios, revelou na TV para todo o Brasil, dizendo: “O dinheiro do mensalão não é nada, o grosso do dinheiro vem do contrabando do nióbio”. E ainda: “O ministro José Dirceu estava negociando com bancos, uma mina de nióbio na Amazônia

Nióbio, o metal que só o Brasil fornece ao mundo. Uma riqueza que o povo brasileiro desconhece, e tudo fazem para que isso continue assim. (na foto mina em Araxá - MG)

É disso que falo, não deixem que os FDP desviem a atenção para o petróleo, o grosso do roubo está num buraco muito mais embaixo, no FULECO do povo brasileiro, otário que aplaude estes filhos das putas e os chamam de “incelenças”.

De qualquer forma parabéns ao mineiro, brasileiro patriota que pelo menos consegue ver que esta sendo roubado.
SE DESEJAR MAIORES INFORMAÇÕES É SÓ LER AS MATÉRIA NESTE MESMO BLOG.
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.