quarta-feira, 17 de novembro de 2010

QUANDO O POVO DIZ...

Nenhum político presta! Muitas vezes o povo que é levado a isso pelas atitudes deles.

Porque o povo não pode ter conhecimento das obras que serão feitas, quais alternativas, pontos positivos ou negativos de cada uma já que elas podem de alguma forma interferir na vida de muitos.
As discussões sobre o traçado para uma vicinal que ligue a antiga BR 101 (Pontezinha à Barra de Jangada é uma dessas coisas que levam os cidadãos a traçarem perfis á vezes (muito raramente) errados sobre os gestores e as empresas envolvidas.

LEMBREMOS ESTAS REPORTAGENS:

sexta-feira, 24 de julho de 2009 Nova estrada vai ligar Pontezinha a Barra de Jangada
Fonte: Blog de Jamildo
A Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho participa, no próximo dia 30, de audiência pública promovida pela Agência Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (CPRH), para discutir a implantação e pavimentação de uma rodovia vicinal entre o entroncamento da BR-101, ligando Pontezinha, no Cabo, com a Rua Padre Nestor de Alencar, em Barra de Jangada (Jaboatão dos Guararapes).
A reunião acontecerá as 9h30, no Clube Intermunicipal, em Jaboatão.
De acordo com a secretária de Planejamento e Meio Ambiente do Cabo de Santo Agostinho, Vera Tenório, a obra é fundamental para o município. O projeto da via partiu do Plano Diretor do Cabo (Lei 2.360, de 29/12/2006) e também integra o Plano do Território Estratégico de Suape.
A rodovia será a ligação mais rápida dos bairros de Ponte dos Carvalhos e Pontezinha (Cabo) com as praias de Candeias e Piedade (Jaboatão), permitindo melhor acesso ao Complexo Turístico da Praia do Paiva.
Além disso, segundo a Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente, a estrada é a solução que melhor preserva a área de estuário, por ocupar apenas a margem esquerda do Rio Jaboatão e por evitar desapropriações ao longo da estrada de Curcurana (entre Pontezinha e Barra de Jangada).
A obra será executada pelo Governo do Estado, através do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). Vão ser feitas quatro faixas de rolamento, tendo cada pista 3,50m de largura e acostamento com 1,50 m . Além disso, será construída uma ponte sobre o canal Olho D’água, com 40,14 m de comprimento.
Na construção, serão investidos cerca de R$ 13 milhões oriundos do Fundo Rodoviário e do Tesouro Estadual.
Quem quiser participar da audiência terá à disposição dois ônibus que serão disponibilizados pelo DER. Os veículos sairão às 7h30 de frente da Igreja Matriz de Pontezinha e do Caic, no centro do Cabo.
Postado por Herbert Fernandes
MUITOS FORAM ASSISTIR AO TEATRO ARMADO PELO CPRH PARA MOSTRAR SUA CAPACIDADE DE MANIPULAR DADOS, por isso o Sr. Gurgel foi chamado de mentiroso em público.

TERÇA-FEIRA, 21 DE OUTUBRO DE 2008
Eduado Campos e Elias Gomes discutem Revitalização da Lagoa Olho D'Água
Segunda-feira passada, o novo prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Elias Gomes (PSDB), fez uma viagem à Brasília para se inteirar junto aos deputados federais sobre as emendas no orçamento de 2009. Na volta, teve uma conversa com o governador Eduardo Campos, que anunciou um pacote de obras e ações para Jaboatão.
Entre as obras estão: o binário da Estrada da Batalha, a duplicação da Estrada de Curcurana, construção de três Centros da Juventude, construção de três unidades de pronto atendimento, reforma do Mercado de Cavaleiro, ampliação do sistema de abastecimento de água e a revitalização da Lagoa Olho D'Água. Muitas dessas obras serão financiadas com o dinheiro do PAC. A revitalização da Lagoa Olho D'Água é uma delas.
Pessoas diretamente ligadas ao governo, já haviam me informado que o Governo do Estado havia "segurado" o dinheiro do PAC (R$ 120 milhões), referente a revitalização da lagoa, temendo o desvio dos recursos por parte da administração de Newton Carneiro. A própria administração de Newton Carneiro também não se mostrou interessada em fazer o projeto de revitalização da lagoa. E não o fez, como eu também já havia falado aqui no blog, contribuindo (também) para que a verba não fosse liberada pela Caixa Econômica Federal.

A especulação (verdadeira ou não) de que o Governo do Estado havia negociado com o Ministério das Cidades uma segunda chance, solicitando que a Caixa "segurasse" a verba até a transição da prefeitura de Jaboatão, parece está se comprovando. Especula-se (e comenta-se) nos bastidores do poder, que o Governo do Estado "segurou" o dinheiro na esperança que o povo elegesse outro prefeito em Jaboatão, que fosse capaz de fazer um projeto e gerenciar com responsabilidades a verba do PAC.
A população inteira de Jaboatão espera que Elias seja esse prefeito e o Governo do Estado parece ter uma relação muita boa com Elias. Antes de especularmos se Elias é bom ou ruim, vamos aguardar ele assumir a prefeitura e começar a governar de fato. Até lá vamos continuar cobrando melhorias na Lagoa Olho D'Água.
Nesses dias, Elias Gomes também falou com o secretário de saúde do Estado, João Lira Neto sobre ações de saúde em Jaboatão. A equipe de transição de Elias Gomes também já foi definida e divulgada na íntegra no Blog do Jamildo.
Postado por Herbert Fernandes

Se está mais que provado que o CPRH juntamente com as empresas interessadas utilizaram dados defasados sobre o meio ambiente para confecção do RIMA (o que foi acatado pelo governo do estado e recebeu aprovação de todos os deputados de Pernambuco que sequer olharam o que dizia a lei tornando-os coadjuvantes de mais um crime ambiental). Por pressão do povo  e do MP na pessoa do honrado Dr. FlávioFalcão a obra foi suspensa, até quando não se sabe mais qualquer leigo, "não os técnicos, sábios homens defensores do meio ambiente" lotados no CPRH e nas comissões de meio ambiente da Assembléia e das câmaras que uma agressão ambiental dificilmente pode ser corrigida, já a social (por desapropriações) podem facilmente serem minimizadas quando não completamente corrigidas com boas políticas públicas, mais o interesse financeiro esta acima de tudo.
Mesmo que se tenham apontado diversas outras alternativas para o traçado da estrada, talvez até mesmo com custo menor não foram aceitas e a lei de preservação devagar vai sendo jogada no lixo.
Por que não podemos saber, por que não se leva ao conhecimento do povo como andam as negociações, por onde passará a estrada? Será duplicada? Ou destruirá o mangue e as margens do rio?
O dinheiro, segundo a reportagem já existe esta lá, guardadinho esperando um homem honrado e capaz de administrar se roubar o dinheiro do PAC, então porque a obra não foi feita? Ainda não apareceu este homem honrado ou o dinheiro já foi para o beleleu para pagar campanhas políticas ou comprar aliados?
Consultando vários engenheiros todos foram unânimes, os custos para se construir uma estrada beirando um rio cortando manguezal, construindo pontes é muito maior que construí-la por um local já sedimentado.
Mais acontece o milagre das desapropriações para duplicar a estrada de Curcurana as indenizações terão que ser justas e transparentes, já pelo mangue, destruindo viveiros, berçários naturais, pode-se dizer que pagou mil, quando na verdade o custo foi de dez e todo mundo vai encher os bolsos, do empreendedor ao deputado.
Por onde passará a estrada vicinal?
Quando será que vai aparecer este homem honrado para gerir o dinheiro do PAC e tirar esta estrada do papel evitando tantos trastornos aos cidadãos, que poderiam utilizar a ponte do Paiva mais devido o preço (verdadeiro assalto), não permite que os usuários a utilizem no dia a dia.




Apenas para se ter uma idéia do assalto:



Pedágio Ponte Rio Niteroi - 4,30 - 13 quilometros



Pedágio Ponte do Paiva - 3,30 - 5,50 - 320 (METROS).



É inadmissível chamar isso de roubo. É assalto!










 
     

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.