terça-feira, 23 de novembro de 2010

PREFEITURA NÃO RENOVA ANUÊNCIA. Usina de lixo, Não!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

CABO: PREFEITURA NÃO RENOVA ANUÊNCIA
O governo municipal do Cabo de Santo Agostinho não renovou a licença para construção de uma usina de cogeração de energia (INCINERAÇÃO DE LIXO). Usina essa que se viesse a se concretizar causaria danos irreparáveis à saúde do povo cabense e ás populações das cidades vizinhas.
Esse fato, se tratando de responsabilidade da estrutura jurídica da instituição maior de um nunicípio, nos motiva a concluir que 31 anos de luta do Movimento em Defesa da Mata do Engenho Uchoa somando-se ao Movimento Eco-Vida sensibilizou o prefeito dessa cidade possuidora de praias que são referências no turismo nacional, quanto a PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE.
Seria justíssimo que essa situação da anuência se traduzisse numa decisão do gestor para sossego do povo do Cabo e das cidades circunvizinhas.
Viva a organização e a luta do povo.
Mata Atlântica Sim! Lixo Não!
Postado por Mov. Mata Engenho Uchôa às 23:54

Em abril 6, 2010 às 5:31 pm - Postei no Site do Portal Cabo do saudoso e combativo defensor do Meio Ambiente - Moura 

Os parâmetros adotados pela CPRH para defesa do meio ambiente já estão bastante conhecidos, os poderes econômico e financeiro querem, tudo que estive na frente, está no lugar errado na hora errada.
Depois que o rolo compressor dos interesses financeiros passa se corre atrás com a justiça, o mal está feito, nada poderá voltar a ser o que era quem autorizou, de bolsos cheios, digno representante de uma corja ri de tudo, processos e mais processo se acumularão com seu nome mais o Doutor continuará livre, leve, rico e solto rindo da cara de todos.
Alguns dos representantes eleitos pelo povo levantarão a voz em defesa do maio ambiente, umas doses de escocês prá lá outras prá cá, tudo resolvido, quem mandou ficar na frente do progresso.
Pelo menos no Cabo o prefeito toma sobre si a responsabilidade e demonstra sua vontade em debater com o povo, os que de alguma forma serão beneficiados ou não pela obra, apesar do mal maior já ter sido feito, O Município do Cabo de Santo Agostinho, o poder executivo foi desrespeitado ao não ser comunicado, o prefeito Lula Cabral põe fim.
As questões ambientais aqui no Cabo serão tratadas com responsabilidade que ela merece!
Parabéns prefeito!
O município, o povo, o prefeito têm que ser respeitados, vossas palavras tem eco no seio do seu povo.
Sempre disse que muitas das coisas que ocorrem dentro do município não chegam a seu conhecimento, pois, se chegasse o problema seria sanado, este grito de soberania do município do Cabo, demonstra que sempre tive razão, coisas pequenas que podem ser resolvidas com pequenas intervenções de pequeno valor podem resolver um problema que afeta muitos.
No caso da CTDR a empresa e a CPRH, omitiram, dentro do município, muitos omitem passando uma imagem distorcida de que tudo vai bem.
Valeu!
O povo do Cabo pode contar pelo menos com uma voz a seu favor.
O problema do lixo é coisa séria, o progresso também mais tem que ser tratado de forma consciente, transparente, pois as ações levadas a efeito influirão sobre a vida de milhares de cabenses hoje e sempre.
Esperemos que nossos vereadores sigam os passos do mestre, gritem, mesmo que seja apenas para segui-lo.
ET: Como dizem cada um que puxe a brasa para debaixo de suas sardinhas!
Olhem mais para minha terrinha, Pontezinha, já tão pequena e esquecida.
Alberto Figueiredo-(81) 3479.2986 / 8859.9178
Acertei! O Prefeito Lula Cabral defende a soberania do Cabo  

Um comentário:

  1. Este uso de geração energética, só poderia ser utilizada APÓS a domesticação dos gases, com destino controlado,monitorado e conclusivo, pois de pouco adianta gerar problemas potencialmente maior que o atual, TODAVIA é muitíssimo válido desenvolver tecnologia que transforme este problema em solução dupla.
    Luiz De Zor

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.