quinta-feira, 22 de julho de 2010

A Praça, o sítio histórico, o passado. O que virá?


Dá medo!
Toda vez que se fala em fazer praça, o povo de Pontezinha perde uma área de laser.

Estou pondo esta matéria no blog por estar diretamente ligada a minha comunidade e a ação se tornar parte de um problema que já se arrasta anos a fio. Incluo os comentários que foram feitos para que se possa acompanhar a visão de muitos sobre o problema


Prefeitura do Cabo contrata Empresa para construir Praça com dispensa de licitação pela bagatela de R$ 408.032,24


A Prefeitura do Cabo fez a divulgação através do Diário Oficial. Os termos deste engodo com o dinheiro público.


Em Plena época de Campanha eleitoral, achando que estaremos desatentos nos atos da Prefeitura, mais uma vez a mesma tenta de forma inequívoca e amadora, fazer e acontecer para que sua vontade ou de alguns, que fazem a administração, tentam de todas as formas de burlar as leis federais.


No caso em vigência a contratante (Prefeitura do Cabo) contrata uma empresa para a construção de uma Praça em Plena divisa de Jaboatão dos Guararapes, tentando assim deixar os tramites deste ato, bem longe das vistas dos munícipes desta Cidade veja abaixo:


PREFEITURA MUNICIPAL DO CABO DE SANTO AGOSTINHO


SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS


COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO


EXTRATO DE DISPENSA Nº 013/UG:PMCSA-SEMSP/2010


PROCESSO Nº 126/UG:PMCSA-SEMSP/2010


Ratifico a Dispensa nº. 013/UG:PMCSA-SEMSP/2010 –Serviços de construção da praça Ferroviária no Distrito de Pontezinha. – Fundamento – Art. 24, inciso XI da Lei 8666/93 e suas alterações.


Contratado: JEPAC CONSTRUÇÕES LTDA- CNPJ nº 03.608.944/0001-34- Endereço: Av. João Gomes de Lucena nº 3429,São Cristovão – Serra Talhada – PE – CEP: 56912-000 Valor Total – R$ 408.032,24- – Prazo de Execução dos Serviços: 06 (SEIS) MESES – José Maria P. de Castro –Secretário Executivo de Manutenção e Serviços Públicos – Cabo de Santo Agostinho 19 de julho de 2010.


O que mais me incomoda com este tipo de ato é que não temos maiores detalhes, sobre os tramites tratados deste contrato o que nos deixa a falar sobre a dispensa.


Que tipo de Praça será construído será que esta empresa detém uma tecnologia que só ela pratica?


Se por algum acaso, for uma obra de arte faraônica, exclusivista de um novo tempo com que cara ela vai ter?


Para tanto caros amigos, esta é mais uma das brechas que as Leis deste país, da a vários gestores e administradores de ordenação de despesas, deixando os com livre atos para impunidade o que só será descoberto pelo Tribunal de Contas daqui a 5 ou 8 anos.


Portanto apelamos a Promotoria do Cabo de Santo Agostinho que analise este contrato, pois em época de eleição, tudo pode acontecer.


Matéria publicada no PortalCabo - Créditos (MOURA)-20/07

Comentários:


1. Alberto Figueiredo disse: julho 21, 2010 às 9:12 am
Peraí!
Vamos ver se entendi.
Esta área que esta sendo mostrada na foto aérea (Praça da Estação) não é aquela onde existia um campo de futebol e se realizava a festa da padroeira que um prefeito destruiu e junto com o campo a alegria dos jovens e coroas de Pontezinha e lá construiu (com dinheiro que daria para fazer um razoável estádio) um mini campo gradeado para lazer dos amantes dos esportes, cujo acesso é cobrado (e cujo pagamento deveria ser feito via DAM) mais que é pago ao encarregado pessoa diretamente ligada a gestão anterior mais devidamente apadrinhada por um dos três super secretários da atual gestão e que este pagamento deveria ser usado para manutenção e aperfeiçoamento do “complexo” (que esta todo degradado)

e patrocinar o campeonato de futebol de Pontezinha “por sinal no último campeonato o único time de Pontezinha que participou foi exatamente o que tem como presidente o gestor do mini campo, pois todos os outros protestavam contra as medidas arbitrárias em uso (e o campeonato de Pontezinha foi realizado com times da Vila Sotave, Prazeres e Barra de Jangada).


Não estará ainda esta área inclusa no perímetro que foi chamado e defendido pela prefeitura (gestão anterior e acatada pela atual) como área de patrimônio histórico (provavelmente por haver a possibilidade de por aqui se encontrar algum vestígio do cocô do cavalo de Duarte Coelho), ou preservar as casas que remetem os pontezinhenses as lembranças das tragédias da era de ouro da querida e amada Permanbuco Powder Factory (fábrica de pólvora) cuja herança deixada foram viúvas, órfãos e mutilados?


Será nesta área que se erguerá a praça de entrada do Município do Cabo? Ótimo! Parabéns!


O Povo de Pontezinha já acostumado a morar no feofó do Cabo, agora terá um cartão postal mesmo arriscando suas vidas na Avenida Horácio Ferraz, sem acostamento, sinalização, fiscalização eficiente.


Mais uma coisa, por falar em dinheiro, valores para se construir uma praça onde andará o dinheiro que foi recebido na gestão anterior pelo município para o tal sítio histórico?


Tudo aqui em Pontezinha é mais caro que no resto do mundo. Aquelas jardineiras em frente aos boxes/ Arco íris, (apenas as jardineiras e a calçada) custou na época R$220 mi e alguma coisa, dava para fazer praça até a divisa Cabo / Jaboatão.


O mais intrigante é como se pode gastar R$400 mi num lugar que não existe, pelo menos oficialmente, pois, Pontezinha não consta do mapa do estado, não aparece no perfil municipal enviado a CONDEPE / FIDEN – ainda não teve sua área devidamente demarcada, (os moradores desta área não sabem se moram no Cabo ou em Jaboatão), os comunicadores e políticos (quando aparecem em busca de votos) costumam dizer: Cabo; de Pontezinha a Jussaral! É mesmo?


Bem! Vamos colocar mais R$ 408.032,24 na conta de Pontezinha, teremos uma linda praça e que mesmo sendo uma área industrial não tem uma creche de vergonha, um posto de atendimento 24 horas, banco, delegacia, sinalização e fiscalização eficiente de transito, segurança e áreas de laser. (desculpem! Teremos agora com a nova praça) que deverá ser inaugurada o mais próximo possível das eleições.
Será que depois de um ano estarão assim: Praça do América
Ou assim

Pç. Santa Rosa

Mesmo e apesar de tudo, porque sem licitação? É urgência urgentíssima? Nenhuma outra construtora esta qualificada para realizar este projeto arrojado? Quem sabe não seja nesta praça construída uma base da qual partirá um teleférico que levará os turistas até Suape?
Agora entendi!


1. renato disse: julho 21, 2010 às 12:05 pm


e mesma que o prefeito que o prefeito de nossa cidade que modernizar o espaço exitente nao deixa uma imagem feito ta hoje ….


o prefeito lula cabral tem cumprido seu compromisso com os cabenses e tambem por ter cumprido 100% das obras d pac , ……


1. Alberto Figueiredo disse: julho 21, 2010 às 4:49 pm
Alguém aqui comentou que o prefeito Lula Cabral não fez obras? Que não cumpriu o estipulado pelo PAC? Que este lugar está lindo e não precisa de cuidados?


Merda! O que mais irrita é gente que não sabe diferenciar (as obras de arte de mestre Picasso da p… de aço do mestre de obras), ainda querer criticar os outros.


Quer dizer que Lula é o maior prefeito que o Cabo já teve? Diga, tem todo direito.


Eu também votei nele, nem por isso vou dizer que ele é um grande prefeito, pois não é.


Mais o que está escrito acima é para mostrar com que facilidade o dinheiro do povo escoa pelos ralos sem que tenha ninguém que impeça.


Já que você é um grande defensor dos gestores, visto que a maior parcela de critica foi dirigida aos anteriores e que você na ânsia louca de babar não notou, procure responder aonde esta o dinheiro que veio para demarcação do polígono do sítio histórico e explicar como, com R$ 408.000,00 O atual prefeito vai fazer uma praça tomando toda esta área e um dos anteriores gastou metade para fazer 1/3 desta.


Entenda nobre causídico defensor do indefensável o problema não é apenas o dinheiro, é a forma de como vai ser usado, sem licitação.


Será que dá para o nobre entender e explicar?


Acho melhor você pedir ajuda ao setor jurídico, o chefe é mestre nessas explicações, ainda por cima com uma comissão de licitação mais suja que as almas de 99% dos políticos.


1. joao savio dos santos lima disse: julho 21, 2010 às 9:33 pm


Alberto Figuieredo, não existe o presente sem lembrarmos o passado, voçê foi direto e objetivo com suas palavras que são verdadeiras e Vç conhece bem este lado, vive e convive com os problemas políticos e sociais do Cabo e principalmente de Pontezinha onde é o seu domicílio. Vamos lembrar a questão dos moradores da vila da Fábrica de Pólvora, um processo de tombamento que impede os proprietários das casas reformarem seus imóveis de acordo com sua vontade, nã campanha da atual gestão foi pronunciado que logo que a mesma assumisse a Prefeitura iria resolver e acabar com este impedimento que não acaba…


Alberto, valeu voçê retirou do fundo do baú coisas que pra muitos incomodam!!!

Repassei toda matéria e comentários, pois, estando no “Defensores de Pontezinha”, pode ser que alguns cidadãos dêem suas opiniões, quiçá cheguemos até a encontrar soluções para estes problemas que atingem nossas comunidade e se arrasta a longo tempo sem previsão de solução.
joao savio dos santos lima disse:


julho 21, 2010 às 9:33 pm Alberto Figuieredo, não existe o presente sem lembrarmos o passado, voçê foi direto e objetivo com suas palavras que são verdadeiras e Vç conhece bem este lado, vive e convive com os problemas políticos e sociais do Cabo e principalmente de Pontezinha onde é o seu domicílio. Vamos lembrar a questão dos moradores da vila da Fábrica de Pólvora, um processo de tombamento que impede os proprietários das casas reformarem seus imóveis de acordo com sua vontade, nã campanha da atual gestão foi pronunciado que logo que a mesma assumisse a Prefeitura iria resolver e acabar com este impedimento que não acaba…

Alberto, valeu voçê retirou do fundo do baú coisas que pra muitos incomodam!!!

Alberto Figueiredo disse:

julho 22, 2010 às 2:11 am Obrigado Dr. João!

Conto com seus comentários com referência a este problema no “Defensores de Pontezinha” – http://defensoresdepontezinha.blospot.com.br, ou qualquer outro que deseje expor. Moura e o PortalCabo “O Portal da Cidade”, vigilante da cidadania e dos direitos do cidadão continuará em busca de respostas para seus questionamentos, no blog, estaremos apontando este e outros problemas que afligem a comunidade de Pontezinha.

Um abraço

joao savio dos santos lima disse:

julho 22, 2010 às 5:04 pm Caro Alberto Figuiredo, saudações cordiais…

Quero agradecer o espaço e a oportunidade a mim dispensada, aproveito para esclarescer um pequeno equívoco ao me respostar; Eu, João Sávio dos Santos Lima, não sou o Dr. que é mádico e ex-parlamentar da Câmara Municipal do Cabo de Stº Agostinho, Êle que para mim prestou relevantes serviços a coletividade, principalmente aos menos afortunados, na área de saúde e etc.Sou apenas um simples cidadão, operário industrial, apreciador da literatura popular e de uma boa leitura, assim como suas crônicas e opiniões no Portal Cabo, sem esquecer do Moura e demais colaboradores que têm o cuidado de fazerem bem feito!!!
– A todos que integram o Portal Cabo, peço desculpas pelo equívoco causado…
Abraços

Caro João Sávio, note que escrevi Dr. João e não Dr. João Sávio. O Dr. foi uma forma de agadecer o reconhecmento.

ESTA MATÉRIA TERÁ CONTINUIDADE, PODEM ESPERAR!

Um comentário:

  1. Caríssimo, Alberto Figueiredo
    - Agradeço o esclarecimento, sinto-me mais Eu, desculpe-me pela precipitação, aproveito para parabeniza-lo pelo "DEFENSORES DE PONTEZINHA", afinal Pontezinha precisa de alguém com sua iniciativa e dos demais que contribuíram para a realização deste grande feito!!!
    Cordialmente, João Sávio dos Santos Lima

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.